PortugalFoods lança guias informativos para promover transição digital e ambiental das empresas agroalimentares portuguesas

PortugalFoods lança guias informativos para promover transição digital e ambiental das empresas agroalimentares portuguesas

Os três documentos estratégicos, que apresentam recomendações e boas práticas, versam sobre três temas fundamentais para o futuro e competitividade do setor: Indústria 4.0, Economia Circular e Economia Digital.

A PortugalFoods acaba de disponibilizar três guias informativos dedicados a três grandes desafios que se impõem à economia nacional, e ao setor agroalimentar em particular: Indústria 4.0, Economia Circular e Economia Digital. Estes documentos explicam, passo a passo, como as empresas agroalimentares podem adotar modelos de negócio que apostam na integração de novas tecnologias e de práticas de sustentabilidade com vista à melhoria da produtividade e da competitividade.

Tecnologias como Realidade Aumentada, Internet of Things Industrial, Simulação 3D e Big Data e Analytics, entre muitas outras, estão a impor-se no quotidiano das empresas e transformar os seus modelos de gestão. A integração destas práticas inovadoras possibilita a otimização inteligente dos processos, com base em informação em tempo real, pelo que permite às empresas adaptarem-se e responderem aos cada vez mais exigentes desafios do mercado e dos seus consumidores. Maior segurança alimentar, incremento da certificação da qualidade, melhor capacidade de gestão da cadeia de fornecedores, mais agilidade e mais transparência são algumas das vantagens e oportunidades que estas tecnologias oferecem às empresas do setor.

Perante a acelerada digitalização da economia, os operadores agroalimentares estão a criar cadeias de valor híbridas, nalguns casos puramente digitais, num processo que está a alterar radicalmente a forma como as empresas concebem, fabricam e distribuem os seus produtos e serviços.

Simultaneamente, num mundo cada vez mais consciente das limitações dos seus recursos, a adoção de práticas de sustentabilidade está também a assumir-se como essencial para a competitividade futura deste setor. Com o foco nos ganhos de eficiência e no incremento da qualidade dos produtos, tendo por base um paradigma de proteção do ambiente e combate às alterações climatéricas, as empresas agroalimentares nacionais estão a assumir a Economia Circular como o nervo central da sua estratégia de negócio. De acordo com um inquérito realizado pela PortugalFoods, 69% das empresas agroalimentares nacionais entrevistadas referem ter investido em processos de Economia Circular em 2019: eco-eficiência, eficiência energética, eco-inovação e valorização de subprodutos e resíduos são alguns dos mais importantes fatores-chave para o negócio, apontam.

Os guias informativos agora publicados, foram elaborados no âmbito do PortugalFoods_Qualifica, que tem como objetivo sensibilizar e dinamizar o tecido empresarial do setor agroalimentar nacional para os desafios do futuro, através da partilha de conhecimento e divulgação de tendências e boas práticas em temas relacionados com Inovação Tecnológica, a Indústria 4.0, a Economia Circular, a Economia Digital e a Literacia Financeira. Ao identificar os fatores críticos de competitividade, este projeto tem por missão o reforço da competitividade empresarial do setor agroindustrial a partir do incremento do índice tecnológico com recurso à produção, transferência, aplicação e valorização do conhecimento orientado para a inovação. O projeto PortugalFoods_Qualifica é financiado pelo COMPETE2020, Portugal2020 e União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Para aceder aos guias informativos e a outros relatórios deste projeto, por favor, aceda a este link.

Comente este artigo
Anterior Supremo Tribunal indiano suspende implementação da lei de reforma agrícola
Próximo OGM | China prepara-se para aprovar produção de soja e milho GM

Artigos relacionados

Cotações ES

Vacuno: se animan los precios de la carne destinada al consumo nacional

El mercado del vacuno de carne apenas ha reflejado cambios en las principales lonjas y mercados nacionales durante esta semana con respecto a la anterior. […]

Sugeridas

Crédito Agrícola é o Melhor Banco para o Desenvolvimento Agrícola em Portugal

[Fonte: Crédito Agrícola]
Distinção dos Global Banking and Finance Review Awards
Lisboa, 21 de Janeiro de 2019 – […]

Últimas

Novo apoio aos agricultores com custos da eletricidade até 20% em vigor em 2022

O apoio aos custos com a eletricidade nas explorações agrícolas e pecuárias, que corresponde a 10% e 20% do valor das faturas, entra em vigor em 01 de janeiro de 2022, segundo o […]