Portugal regista crescimento de exportações superior a 16% em frutas e legumes

Portugal regista crescimento de exportações superior a 16% em frutas e legumes

O Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Vieira, que hoje visitou a Fruit Logistica, destacou o crescimento das exportações portuguesas de frutas e hortícolas registado nos primeiros 11 meses de 2017 face a 2016, que atingiram um aumento de 16,3%, estimando-se que tenham representado o montante de 1.500 milhões de euros no final do ano.

“Trata-se de um aumento muito superior à média dos 9% verificada na última década e que permitirá atingir a meta dos dois mil milhões de euros em exportações em 2020, um objetivo definido pelo sector e partilhado pelo Governo”, explicou o Secretário de Estado no final da visita.

A edição deste ano Fruit Logistica conta com a participação  de 25 empresas nacionais e de 6 associações do sector, um número que tem vindo a aumentar, sob a marca Portugal Fresh. Luís Vieira considerou que “a presença de um número crescente  de empresas nacionais é a expressão da forte dinâmica exportadora do sector, que está a reforçar o seu posicionamento nos vários de países de destino e a apostar  em novas geografias”.

O Secretário de Estado sublinhou ainda a abertura de 43 novos mercados em países terceiros para 140 produtos, dos quais 34 são de origem vegetal, “o que representa um investimento sem precedentes na internacionalização por parte do Governo”. Em curso está a abertura de novos mercados na África do Sul, Costa Rica, Estados Unidos, India, Brasil e Colômbia. “Trata-se de uma área em que Executivo está especialmente empenhado e o sector tem levado a cabo um trabalho muito profissional, correspondendo a esta dinâmica”, afirmou Luís Vieira.

Neste domínio, o Secretário de Estado referiu também o contributo do PDR 2020, através do qual foram contratados 3.200 projetos, envolvendo 760 milhões de euros de investimento total e 280 milhões de euros de apoios públicos.

Luís Vieira visitou ainda, a convite da cadeia de supermercados Lidl, uma das lojas situadas na capital alemã. Trata-se de um grupo económico com o qual o sector  das frutas e hortícolas estabeleceu uma parceria que permitiu atingir, em 2017, as oito mil toneladas de exportações de pera rocha. O Lidl tem sido igualmente um parceiro importante de Portugal na compra de castanha, couve coração e vinho. Só no último ano, foram transacionadas 10 milhões de garrafas de vinho com esta cadeia de supermercados.

A Fruit Logistica é a maior feira de frutas e hortícolas a nível mundial. Termina amanhã, em Berlim.

Comente este artigo
Anterior Comendador Santos Gomes reeleito Presidente da CONFAGRI
Próximo O ABC da certificação internacional da gestão florestal - Que vantagens?

Artigos relacionados

Nacional

Falta um mês para Mercadona abrir em Portugal

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Três anos depois do anúncio do projecto de internacionalização da Mercadona em Portugal, a empresa entra em contagem decrescente para a abertura do primeiro supermercado no País, que será no dia 2 de Julho em Canidelo, Vila Nova de Gaia. […]

Últimas

Cerca de 90 operacionais e dois meios aéreos combatem fogo no Fundão

[Fonte: Rádio Renascença]

Cerca de 90 operacionais, apoiados por 27 veículos e dois meios aéreos combatem um incêndio no Fundão, informou este sábado fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, acrescentando que não há habitações em risco. […]

Nacional

Interpretar os prazos de validade “faz a diferença” no combate ao desperdício

[Fonte: Vida Rural]

Arranca esta segunda-feira (4 de fevereiro) uma campanha promovida pela Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), com apoio institucional da Comissão Nacional de Combate ao Desperdício Alimentar e da Câmara Municipal de Lisboa, para ensinar os portugueses a interpretar as datas de validade dos alimentos. […]