Portugal Fresh leva cinco empresas à Índia

Portugal Fresh leva cinco empresas à Índia

Após o anúncio da abertura do mercado da Índia para exportação de pêra e maçã portuguesas, a Portugal Fresh considera que é ainda mais urgente a criação de acções de prospeção para os próximos anos.

Sendo considerado pela maioria dos empresários do sector hortofrutícola um mercado estratégico importante, a Portugal Fresh organiza agora uma Missão Empresarial, prevista para cinco empresas, de 22 a 27 de Abril de 2019,  onde procurará ir ao encontro dos objectivos e expectativas dos participantes, possibilitando contacto directo com importadores, parceiros locais, e a participação no evento de referência Fresh Produce Índia.

As inscrições deverão ser feitas até ao dia 6 de Março de 2019 através do email info@portugalfresh.org, para onde poderá também ser solicitado o Manual de Normas ou obter informações sobre a Missão.

Esta é uma acção realizada no âmbito do projecto conjunto de internacionalização do Portugal 2020 com candidatura submetida em Janeiro de 2019, encontrando-se ainda a Portugal Fresh à espera de resposta de aprovação.

A comparticipação às empresas poderá atingir os 50%, desde que as mesmas suportem os 100% do custo total da participação no evento.

Conforme a Ficha de Mercado da Índia, Janeiro 2018 da AICEP Portugal, em 2016 a Índia registou o sétimo maior Produto Interno Bruto (PIB) mundial, em termos nominais e situou-se na segunda posição em número de habitantes em 2017. Segundo dados do EIU – The Economist Intelligence Unit, em 2017, a população era de 1.339 milhões de pessoas, sendo o PIB per capita estimado de 1.890 USD.

Os níveis de crescimento e desenvolvimento que a Índia tem vindo a registar levaram o país a uma maior participação na cena política e comercial internacional, sendo hoje considerada uma das mais importantes economias emergentes da Ásia.

Perspectiva-se que a Índia possa ser, das economias de maior dimensão, a que apresente um maior ritmo de crescimento nos próximos cinco anos, contribuindo, para isso, a forte procura ao nível do consumidor e o aumento das despesas em infraestruturas públicas.

No âmbito das relações comerciais internacionais, segundo os dados da Organização Mundial do Comércio, a Índia situou-se no 14.º lugar em 2016, no que se refere ao ranking mundial de importadores, ficando este mercado próximo da Itália (11º, com base em valores estimados), do México (12º), da Bélgica (13º), da Espanha (15º, com base em valores estimados), de Singapura (16º, com base em valores estimados) e da Suíça (17º).

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Anterior Indústria alimentar e das bebidas exportou 5.016 M€ em 2018
Próximo Governo prevê para este ano 160 milhões de euros para prevenção

Artigos relacionados

Últimas

Incêndios: Governo da Madeira investe 1,1 milhões de euros no plano operacional de combate

[Fonte: O Jornal Económico]

Entre os principais objetivos do plano encontram-se a garantia permanente da segurança dos cidadãos, […]

Nacional

Nova fábrica de transformação de cenoura vai criar 183 postos de trabalho em Almeirim

A 52-Fresh vai criar uma nova unidade de transformação de cenouras pequenas para exportação em Almeirim. De acordo com a Câmara Municipal de Almeirim, […]

Nacional

Milhões de porcos abatidos na Ásia, num dos maiores surtos de sempre de peste suína

Milhões de porcos foram abatidos nos últimos meses um pouco por toda a Ásia devido ao surto de peste suína africana, […]