Porco Alentejano esteve quase extinto e foi salvo por Ourique

Porco Alentejano esteve quase extinto e foi salvo por Ourique

Há quem lhe chame porco preto mas em Ourique corrige-se imediatamente. É porco alentejano e foi salvo da extinção precisamente em Ourique. O risco de extinção foi real e a preocupação que gerou no concelho de Ourique levou os decisores locais a salvaguardar a cultura do porco alentejano. Como? Fazendo de Ourique a “capital” do porco alentejano e desenvolvendo toda a fileira em torno deste animal único.

A estratégia foi lançada por Pedro do Carmo, então presidente da Câmara de Ourique (2005-2015) e hoje deputado na Assembleia da República.

Pedro do Carmo lembra frequentemente que raça estava “muito ameaçada”, com o abandono do setor de muitos produtores que já não encontravam rentabilidade na criação. Tratou-se para o dirigente de definir algo que diferenciasse a região e transformasse “um problema numa oportunidade”.

Desde então a fileira desenvolveu-se e recuperou a importância daquela indústria para a economia regional, tanto que afirmou Ourique, capital do porco alentejano e dedica-lhe a Feira do Porco Alentejano que se realiza este ano a 27, 28 e 29 de março.

A iniciativa tem-se vindo a assumir como o ponto mais alto da celebração desta marca do Alentejo e é uma mostra do porco alentejano e dos produtos que dele derivam e que tanta ligação têm ao concelho do Baixo Alentejo.

Ao longo dos anos, o certame – que conta com espetáculos, tasquinhas, concursos, colóquios, showcookings e experiências gastronómicas várias – tem vindo a granjear mais visitantes e chegam, cada vez mais, dos mais variados pontos do país e também de outros países.

Esta feira é uma organização da Câmara de Ourique em parceria com a ACPA- Associação de Criadores de Porco Alentejano.

Neste momento e segundo a ACPA, a Associação de Criadores de Porco Alentejano, há 45 explorações activas na região, que cumprem com os requisitos exigentes na produção daquele animal, isto é, criações em montado de azinheiras e sobreiros, em pastagem livre, onde pastam livremente.

Acrescem ainda três empresas transformadoras, uma delas exportadora para o Brasil, China, Macau e Hong Kong, que está a ampliar a fábrica, o que permitirá aumentar a produção de presuntos e paletas e criar novos postos de trabalho.

Autarquia e Associação de Criadores têm trabalhado de forma articulada e do resultado mais relevante dessa parceria é a Feira do Porco Alentejano, uma feira anual e que atrai cerca de 60 000 visitantes. O concelho conta ainda com um Centro Interpretativo do Porco Alentejano, onde é possível conhecer as características e o processo de criação da raça e, numa loja gourmet, comprar produtos derivados. Para além disso e desde 2014 que está constituída a Rota do Porco Alentejano que envolve todos os actores da fileira e o Centro de Competências do Porco Alentejano e do Montado, destinado a promover a competitividade da fileira e a investigação para a preservação e a recuperação do montado.

As duas entidades organizaram ainda, em Ourique, o I Congresso Ibérico Porco Alentejano, em 2008, e o 7.º Congresso Mundial do Presunto, em 2013, ano em que o evento decorreu pela primeira vez fora de Espanha.

O artigo foi publicado originalmente em Tribuna Alentejo .

Comente este artigo
Anterior Agricultores e desportistas!
Próximo Preço da cortiça cai após aumento de 30% em dois anos

Artigos relacionados

Dossiers

Los precios del vacuno registran repeticiones generalizadas


Los precios del vacuno han repetido en los principales mercados nacionales. Según la Lonja de Binéfar (Huesca) se trata de una semana de transición, […]

Cotações ES

Se rompe la tendencia negativa en los precios de la almendra


Esta semana se ha roto con la tendencia bajista que ha registrado en los precios de la almendra casi desde principios de año. […]

Últimas

Webinar CAP: Coesão Territorial – Como evitar o abandono das Zonas Rurais – 8 de junho

Com a presença da ministra Ana Abrunhosa e da comissária Elisa Ferreira, a CAP promove, ao início da tarde de segunda-feira, 8 de Junho, um […]