PJ diz que não há mão criminosa no fogo de Monchique

PJ diz que não há mão criminosa no fogo de Monchique

A Polícia Judiciária garantiu esta quarta-feira que a causa do incêndio de Monchique, em 2018, “foi determinada, estando esclarecida, quer pelas diligências investigatórias desenvolvidas, quer pelas conclusões do Laboratório de Polícia Científica”, refutando um relatório do Observatório Técnico Independente.

O relatório hoje divulgado pelo Observatório Técnico Independente (OTI), criado pelo parlamento para acompanhar os incêndios florestais, aponta como possível causa do fogo de Monchique, o maior de 2018, uma linha elétrica e lamenta que, passados nove meses, a causa esteja “ainda a ser investigada e apontada como desconhecida”.

Em comunicado posterior, a PJ, responsável por investigar as causas dos incêndios, veio desmentir esta afirmação, garantindo que a causa “foi determinada, estando esclarecida”.

“Assim sendo, é possível concluir pela não existência de ação humana dolosa, na origem do incêndio”, adianta a PJ no comunicado, acrescentando que “as investigações prosseguem, no âmbito de processo em curso, tutelado pelo Ministério Público competente, estimando-se que a sua conclusão possa ocorrer a breve prazo”.

O incêndio de Monchique esteve ativo entre 03 e 10 de agosto de 2018 em Monchique e consumiu mais de 27 mil hectares.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Governo reforça defesa da floresta com 20 M€
Próximo China faz subir preço da carne de porco portuguesa

Artigos relacionados

Últimas

Núcleo Regional dos Açores celebra protocolo para criação de Centro Integrado de Ecoterapia

O Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro celebrou um protocolo de cooperaçãocom a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas, […]

Últimas

Un adelanto de la PAC con mucha desigualdad: De las CCAA que están pagando, algunas lo hacen al 62% y otras, solo al 17% de lo previsto

A la hora de vender, todas las CCAA son las primeras. A la hora de pagar, todo son sorpresas y mucha desigualdad. Unión de Uniones de Agricultores y Ganaderos, ante el anticipo de la PAC, […]

Últimas

Fitossanidade. Comissão publicou a lista das 20 pragas de quarentena consideradas prioritárias

A Comissão publicou hoje uma lista de 20 pragas de quarentena regulamentadas consideradas como pragas prioritárias, incluindo a Xylella fastidiosa, o escaravelho japonês, […]