Governo reforça defesa da floresta com 20 M€

Governo reforça defesa da floresta com 20 M€

[Fonte: Gazeta Rural]

Estão já abertas as candidaturas aos apoios disponibilizados pelo Governo para reforçar a defesa da floresta contra danos causados por agentes bióticos (pragas e doenças). No valor de vinte milhões de euros, o concurso apoia investimentos na prevenção e controlo de agentes bióticos nocivos com escala territorial relevante, e circunscritos a determinadas áreas críticas e prioritárias, para o pinheiro bravo, pinheiro manso, sobreiro e azinheira, castanheiro e eucalipto. As áreas prioritárias estão identificadas no aviso do concurso e entre as pragas abrangidas está a processionária do pinheiro, a vespa das galhas do castanheiro, o gorgulho do eucalipto e ainda o nemátodo da madeira do pinheiro.

Financiado pelo Programa de Desenvolvimento Rural-PDR2020, o concurso tem a verba distribuída por cinco sistemas florestais:

  • pinheiro bravo – oito milhões de euros
  • pinheiro manso – três milhões de euros
  • sobreiro e azinheira – cinco milhões de euros
  • castanheiro – dois milhões de euros
  • eucalipto – dois milhões de euros

Cada beneficiário pode apresentar até três candidaturas, uma por sistema florestal. No caso dos povoamentos mistos, com exceção do sistema florestal sobreiro e azinheira, poderão ser submetidas duas candidaturas, uma por cada espécie. As Entidades Gestores de Zonas de Intervenção Florestal e as Entidades Gestoras de Baldios poderão submeter três candidaturas por cada ZIF e por cada unidade de baldio, respetivamente. Também as entidades coletivas públicas poderão apresentar três candidaturas por cada Mata Nacional e por cada perímetro florestal.

O aviso pode ser consultado no portal PDR 2020 www.pdr-2020.pt, através do qual podem igualmente ser formalizadas as candidaturas até ao dia 28 de junho.

Lisboa, 16 de abril de 2019

Comente este artigo

O artigo Governo reforça defesa da floresta com 20 M€ foi publicado originalmente em Gazeta Rural

Anterior Incêndios. Observatório diz que resultado de 2018 “está longe de ser uma segurança”
Próximo PJ diz que não há mão criminosa no fogo de Monchique

Artigos relacionados

Sugeridas

Dia do Crédito Agrícola assinala dia com prémio e festas pelo País

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]
O Crédito Agrícola volta a assinalar no dia 1 de Março o DIA DO CA onde, além do sorteio de um automóvel eléctrico, vão ser implementadas diversas acções de celebração ao longo de todo o País.
A instituição acaba de lançar uma campanha, […]

Últimas

Região vínica da Bairrada representa Portugal nos Jogos Olímpicos

[Fonte: Voz do Campo]

A Bairrada voltará a ser a região vínica convidada a representar Portugal nos Jogos Olímpicos, cuja 32.ª edição acontece em Tóquio, de 24 de Julho a 09 de Agosto
À semelhança da iniciativa promovida em 2016, a Comissão Vitivinícola da Bairrada (CVB), […]

Últimas

Pasto, hortícolas e frutas mais afetados por seca, a seguir será vinha e olival

Lisboa, 24 jul (Lusa) – Todas as culturas estão já afetadas pela seca, principalmente pastagens, hortícolas e frutas sazonais, e, se não chover dentro de um mês, será também a vinha e o olival, defendeu a Confederação Nacional da Agricultura.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_6 span,#wpdevar_comment_6 iframe{width:100% !important;} […]