PJ detém suspeito de atear incêndio em “vasta mancha florestal” em Vila Pouca de Aguiar

A Polícia Judiciária anunciou hoje que deteve um homem suspeito de ter ateado um incêndio em zona de floresta no concelho de Vila Pouca de Aguiar (Vila Real), em setembro de 2018, que colocou em perigo “vasta mancha florestal”.

Em comunicado de imprensa, a Polícia Judiciária revela que deteve um homem de “44 anos de idade” e “jornaleiro” por ser suspeito da prática do crime de incêndio florestal registado no dia 23 de setembro de 2018, cerca da 21:00, em Bornes de Aguiar, concelho de Vila Pouca de Aguiar.

“O foco de incêndio colocou em perigo uma vasta mancha florestal, constituída por povoamento de pinheiro bravo e carvalho, bem como várias habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”, lê-se no mesmo comunicado.

O artigo foi publicado originalmente em Correio da Manhã.

Comente este artigo
Anterior Governo reforça medidas de prevenção da peste suína africana
Próximo João Ponte anuncia novo concurso do VITIS este ano no valor de quatro milhões de euros

Artigos relacionados

Últimas

Mais de 200 médicos disponibilizam-se para ajudar populações em Pedrógão Grande


Mais de 200 médicos disponibilizaram-se para ajudar populações nos centros de saúde de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, […]

Notícias PAC pós 2020

Comissão Europeia prepara-se para apresentar a Proposta de Regulamento de Transição para a PAC pós 2020

A CNA está a participar hoje em Bruxelas no Grupo de Diálogo Civil da Comissão Europeia, dedicado ao desenvolvimento rural […]

Eventos

3.º Dia Aberto do Grupo Operacional Figo Produção – GoFigo Produção – 29 de agosto – Torres Novas

Já se encontram abertas as inscrições para o 3º Dia Aberto do Grupo Operacional Figo Produção,
a realizar no dia 29 de agosto deste ano, novamente em Adofreire, Torres Novas. […]