Governo reforça medidas de prevenção da peste suína africana

Governo reforça medidas de prevenção da peste suína africana

[Fonte: Vida Rural]

O Governo aprovou, esta quarta-feira (12 de junho), através de um despacho publicado em Diário da República, um plano de ação para a prevenção da peste suína africana (PSA). O objetivo é reforçar as medidas preventivas e implementar novas ações que permitam reduzir as populações de javalis.

Entre as medidas previstas estão a realização de um censo nacional sobre o javali e a implementação de um plano de correção da densidade populacional javalis e de espécimes caçados, em colaboração com as organizações do sector da caça (OSC).

O plano prevê ainda o reforço da vigilância nos matadouros, a fiscalização a produtos de caça comercializados com a restauração, o aumento das ações de fiscalização de limpeza e desinfeção de veículos e um plano de vigilância sanitária da caça maior. Além disso, estão previstas medidas para a comunicação e de sensibilização sobre a doença, nomeadamente através de materiais de divulgação, promoção de ações de sensibilização e de reforço de conhecimento sobre a doença pelos grupos-alvo e reuniões com as organizações do setor suinícola, da caça e outros; o reforço da biossegurança, estando previsto o desenvolvimento de um sistema de registo online sobre a aplicação de medidas de biossegurança e a limpeza e desinfeção de veículos; e medidas de reforço para a deteção precoce da PSA, incluindo a monitorização de indicadores da população suína e a notificação de mortalidade de javalis.

Luis Capoulas Santos, ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural explica, no despacho hoje publicado, que a peste suína africana “continua a expandir-se a nível mundial com ocorrência de novos focos” na Europa. “Atualmente, esta doença afeta nove Estados Membros da União Europeia, em concreto, Bélgica, Bulgária, Estónia, Letónia, Lituânia, Itália, Hungria, Polónia e Roménia”. Além disso, de acordo com Capoulas Santos, na Ásia, a situação da PSA em suínos domésticos é “preocupante”, em especial em países como China, Mongólia, Vietname e Camboja.

Portugal está atualmente classificado como país livre de Peste Suína Africana, contudo, durante cerca de 30 de anos a doença esteve ativa no país, tendo sido erradicada em 1996.

Comente este artigo

O artigo Governo reforça medidas de prevenção da peste suína africana foi publicado originalmente em Vida Rural.

Anterior Pequenos agricultores afetados pelo ciclone Idai com apoio de 646 mil euros da Áustria
Próximo El FEGA actualiza las fichas de información del contenido de las capas SIGPAC 2019

Artigos relacionados

Notícias florestas

Há dois anos, 10% da floresta ardeu. Só 35 mil hectares foram rearborizados

[Fonte: Público]
Floresta ardida não é sempre sinal de floresta destruída. O fogo altera a idade de um povoamento florestal mas isso “não corresponde necessariamente à sua destruição”. […]

Últimas

Regina Vita+ BIO: chocolates feitos apenas com ingredientes biológicos

[Fonte: Gazeta Rural]

A icónica marca de chocolates Regina acaba de lançar uma nova gama de produtos biológicos no mercado: as tabletes Regina Vita+ BIO. […]

Nacional

Ovibeja 2019 centrada nas alterações climáticas

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Começa amanhã, dia 24, a 36.ª edição da Ovibeja, que se estende até […]