OVIBEJA é um caso de sucesso no Alentejo

OVIBEJA é um caso de sucesso no Alentejo

A 35ª OVIBEJA entra no último dia com a expetativa de superar os seus próprios recordes relativos ao número de visitantes.

Este ano foi registada a maior área expositiva quando comparada com anteriores edições desta Feira. Registou-se, por outro lado, a presença de serviços que tradicionalmente não se faziam representar e se estrearam na OVIBEJA 2018. Entre estes, contam-se serviços de apoio ao investimento na região ou em áreas de negócio especializadas. O regadio e as suas potencialidades são exemplo de presenças novas e com significado na OVIBEJA.

A participação muito significativa de representantes de todos os quadrantes políticos e das mais prestigiadas instituições, dos vários setores da vida económica e social, ou de nomes prestigiados no meio artístico português, sai reforçada nesta edição da OVIBEJA. O Primeiro Ministro António Costa foi a excepção que se fez notar pela ausência.

Neste palco privilegiado para o encontro de pessoas e ideias que é a OVIBEJA, a ACOS – Agricultores do Sul, aproveitou para apresentar ao Ministro da Agricultura um memorando de preocupações maiores das quais se destacam a execução do PDR2020, a floresta, a seca e a gestão da água para rega. Os Agricultores aguardam agora as respostas da tutela.

“O impacto das alterações climáticas na Agricultura” é, entretanto, o tema que a organização da OVIBEJA acaba de lançar como desafio para a OVIBEJA 2019.

Comente este artigo
Anterior IFAP pagou 53,2 M€ aos agricultores em Abril
Próximo Ovibeja recebe segundo “Encontro BPI com Empresas” sobre a racionalização da água na agricultura

Artigos relacionados

Comunicados

Concentração em Góis – 2 de Maio 2018 – Góis

Perante a insatisfação provocada pelas curtas ajudas recebidas e perante situações adiadas e ainda não esclarecidas como, por exemplo, com a recuperação das Habitações ardidas, […]

Comunicados

Áreas classificadas como pastagem permanente – pedido e/ou comunicação de alteração de uso

[Fonte: IFAP]
A classificação de uma área como pastagem permanente decorre dos dados declarativos do Pedido Único e é assumida sempre que uma parcela seja declarada por um agricultor candidato ao Regime de Pagamento Base e essa área não se encontre em modo de produção biológico. […]

Comunicados

CNA e ADACO em Acção de Sensibilização de Automobilistas

Amanhã, Sexta-Feira, 3 Agosto, a partir das 12 horas – junto à antiga Fronteira em VILAR FORMOSO, representantes da CNA e da ADACO – Associação Distrital dos Agricultores de Coimbra, em conjunto com o MAAVIM […]