Os alumni e o papel nas Universidades. O caso da alumnISA a associação alumni do ISA – Rui Cabrita Matias

Os alumni e o papel nas Universidades. O caso da alumnISA a associação alumni do ISA – Rui Cabrita Matias

“Os antigos alunos são o ativo mais distintivo e mais difícil de copiar de qualquer universidade. Se tivermos dinheiro, fazemos uma nova universidade, um novo auditório. A única coisa que não podemos arranjar de um dia para o outro são os antigos alunos porque eles fazem parte da história. E fazer parte da história é um ativo brutal para uma casa como uma universidade, é o ativo que não se consegue copiar”, foram palavras de Carlos Brito em 2015, na altura responsável pelo Gabinete Alumni da Universidade do Porto.

Os alumni, nos países anglo-saxónicos, têm uma importância, na vida das respetivas Universidades, muito grande. Considerados autênticos embaixadores das suas Universidades, exercem papel de mecenas, mentores de alunos e/ou de ideias de negócios, participando em inúmeras atividades que ajudam a criar valor para as Universidades a para si próprios.

A alumnISA – Associação Alumni do Instituto Superior de Agronomia, foi criada em 2012, na sequência de um evento, com forte impacto na comunidade ISA e da Universidade de Lisboa, de comemoração dos 100 anos do ISA, que reuniu mais de 1500 antigos alunos, alunos, professores, investigadores e amigos do ISA – BACK2ISA, num acontecimento ímpar na história do ISA e da Universidade em Portugal.

No seguimento, deste evento, o Conselho de Gestão do ISA, lançou um desafio, aos organizadores, para a criação de uma associação alumni, que pudesse iniciar atividades no ISA.

O primeiro evento que organizou, foi o ISA Challenge – “Out of the box”, que pretendeu desafiar toda a comunidade ISA, a refletir sobre diversos temas que se colocam ao setor agroalimentar, de forma inovadora e “fora da caixa”, e a lançar projetos e desafios para a próxima década.

Dos projetos desenvolvidos destaque para o “Career Challenge”, onde os antigos alunos, são convidados a partilharem experiências de carreira, sucessos e insucessos e como se desafia a carreira. Ainda neste âmbito, foram convidadas personalidades externas que discutiram oportunidades de carreira, novas tendências e como desenvolver nos projetos.

Os antigos alunos, são ainda convidados a apoiarem alunos no programa Coaching. Este programa teve o seu inicio em 2013 e atualmente já vai na sua 5ªedição. Reúne, atualmente, uma bolsa de cerca de 35 coaches com os mais variados perfis e que apoiam mais de 50 ligações de coach, com alunos de mestrado. Como experiências positivas, no âmbito deste programa, destaque para a concretização de estágios profissionais e de criação de oportunidades de emprego.

São também desenvolvidas iniciativas que fortalecem o networking, entre os seus associados e aprofundam know-how e experiências várias, como são as visitas técnicas às principais empresas do sector. Foram já concretizadas diversas visitas, com destaque para a região do Alqueva, Sudoeste Alentejano e, mais recentemente, Companhia das Lezírias.

Em 2017, foi lançada uma tertúlia, “Conversas na Tapada” que pretende discutir e refletir sobre os mais variados temas do sector. O tema “A Agricultura e os Media”, realizado no Salão Nobre, em Fevereiro de 2017, e teve como palestrantes os jornalistas João Vieira Pereira (Expresso) e Ana Rute Silva (Jornalista do Público) e ainda Luis Ferreira Lopes (Assessor do Presidente da Republica para as Atividades Económicas, Empresas e Inovação). O evento contou com uma forte participação da comunidade ISA que debateu os temas da comunicação no setor agrícola e os desafios que se lhe colocam.

Como forma de apoiar os associados antigos alunos, a alumnISA lançou igualmente o Programa de Mentoring, apoiados por profissionais de diversos setores e cujo objetivo é dotar os associados de apoio para os desafios e alterações de carreira, melhorar conhecimento e projetos de empreendedorismo.

Muitos outros projetos estarão para breve, nomeadamente a atribuição do Prémio Carreira, como forma de premiar e de dar notoriedade aos trajetos profissionais mais relevantes.

Num contexto de forte desenvolvimento do setor agrícola em Portugal, a ligação entre o ISA e os seus antigos alunos é uma importante mais valia para a academia e para os recém-licenciados que deve ser aprofundada e valorizada.

 

Rui Cabrita Matias

Presidente da Direção alumnISA

 

 

Comente este artigo
Anterior José Palha: Separados na atividade, unânimes na preocupação para com o futuro da atividade agrícola.
Próximo Cersul organiza dia de campo sobre Cereais Biológicos em Elvas

Artigos relacionados

Opinião

Está na hora de as Empresas Agrícolas terem um DA? – Nuno Góis

No passado já tive a oportunidade de aqui debater as características do ecossistema agritecnológico nacional, assim como as principais tendências para os próximos anos. Porém, algo que poucas vezes vejo receber a merecida atenção e que me parece de grande importância é o processo de implementação […]

Opinião

O futuro da alimentação – Francisco Avillez

A Humanidade vai ser confrontada nas próximas décadas com um enorme desafio: como assegurar uma alimentação saudável, sustentável e acessível para todos os cerca de 10 mil milhões de habitantes que se prevê virem a ocupar o Planeta Terra em meados do século XXI. […]

Opinião

“Carta” e “Estatuto” da Agricultura Familiar Portuguesa – João Dinis

Na actualidade, há um debate já alargado acerca do que (ainda) é Agricultura Familiar e da sua importância, bem como dos “Direitos dos Camponeses”, […]