Ordem dos Médicos Veterinários implementa Cheque Veterinário no distrito de Aveiro

Ordem dos Médicos Veterinários implementa Cheque Veterinário no distrito de Aveiro

02 de julho de 2018 – A Ordem dos Médicos Veterinários assina um protocolo referente ao Cheque Veterinário com a Câmara Municipal de Aveiro e com a Junta de Freguesia de Avanca esta segunda-feira. Estes protocolos, que visam apoiar os animais abandonados e recolhidos pelas autarquias, bem como animais de famílias carenciadas, serão assinados às 14h30 na sede da entidade camarária de Aveiro e às 16h30 na sede da JF de Avanca.

No ano passado, na região centro, foram recolhidos nos Centros de Recolha Oficial (CRO) 8 401 animais, dos quais 591 foram esterilizados. Também nesta zona, só nos primeiros quatro meses deste ano, foram recolhidos mais de 700 animais, segundo dados da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária.

Agora, a menos de três meses da entrada em vigor da Lei nº 27/2016, que veio aprovar as medidas para a criação de uma rede de Centros de Recolha Oficial de animais e estabelecer a proibição do abate de animais errantes como forma de controlo da população, a Ordem dos Médicos Veterinários, a Câmara Municipal de Aveiro e a Junta de Freguesia de Avanca unem esforços, com a assinatura de protocolos que visam a implementação do Cheque Veterinário no distrito.

O Programa de Apoio de Saúde Preventiva a Animais em Risco, mais conhecido por Cheque Veterinário, foi lançado pela Ordem dos Médicos Veterinários com o objetivo de dotar os municípios com os instrumentos necessários para o cumprimento desta diretiva, bem como promover uma aproximação aos médicos veterinários.

Desta forma, e com a assinatura destes protocolos, espera-se implementar uma rede de cuidados primários médico-veterinários para animais em risco no distrito de Aveiro, nomeadamente no que se refere à vacinação, desparasitação, identificação eletrónica e esterilização.

Esta iniciativa da Ordem dos Médicos Veterinários conta já com a adesão de inúmeros municípios, nomeadamente da Câmara Municipal de Braga, Câmara Municipal de Esposende, Câmara Municipal do Fundão, Câmara Municipal de Ílhavo, Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Câmara Municipal de Oeiras e Associação de Municípios de Aguiar da Beira, Penalva do Castelo e Sátão.

 

Comente este artigo
Anterior Candidatura aprovada! Qual a fase seguinte? - Pedro Reis Mendes
Próximo Fito-Entrevista: A opinião de Ana Bravo sobre a sustentabilidade e o futuro da agricultura, no âmbito do Fórum Smart Farm.

Artigos relacionados

Últimas

8º relatório provisório de incêndios rurais: 1 de janeiro a 15 de outubro

A base de dados nacional de incêndios rurais regista, no período compreendido entre 1 de janeiro e 15 de outubro de 2020, um total de 9394 incêndios rurais que resultaram em 65887 hectares de […]

Últimas

Guia para o Operador Profissional: Registo e Emissão do Passaporte Fitossanitário

Na sequência da entrada em aplicação do novo regime fitossanitário, a DGAV procede à publicação do Guia para o Operador Profissional: Registo e […]

Comunicados

PDR2020: Desenvolvimento do Regadio Eficiente – Estudos e projetos

Operação 3.4.1. Desenvolvimento do Regadio Eficiente | Estudos e projetos (2º Anúncio)
Aberto de 6 de Agosto de 2020 às 10:00 a 25 de Setembro de 2020 às 17:00 […]