Oficina do Empreendor da Incubadora de Base Rural tem candidaturas abertas até sexta-feira, 22 de dezembro

Oficina do Empreendor da Incubadora de Base Rural tem candidaturas abertas até sexta-feira, 22 de dezembro

A “Oficina do Empreendedor” visa dotar os empreendedores de conhecimentos teórico-práticos que lhes permita criar e operacionalizar um plano de negócio de base rural.

O prazo para as candidaturas à Oficina do Empreendedor termina às 18h00 desta sexta-feira, 22 de dezembro, estando o número de vagas limitado a 15, com possibilidade de ser estendido para 25. A Oficina do Empreendedor é a primeira de três etapas da Incubadora de Base Rural de Guimarães, que visa dotar os empreendedores de conhecimentos teórico-práticos e conceitos de base essenciais que lhes permita criar e operacionalizar um plano de negócio de base rural. Destina-se preferencialmente a jovens agricultores e empreendedores, residentes do concelho, desempregados e agricultores que se dediquem preferencialmente ao modo de produção biológico.
Esta fase está isenta de custos para o empreendedor. A submissão da candidatura deve ser feita através do preenchimento de um formulário que se encontra disponível para descarga no endereço <http://www.cm-guimaraes.pt/uploads/writer_file/document/6271/Formulario_Oficina_do_Empreendedor.pdf>, podendo ser entregue através do endereço de email <ibr@cm-guimaraes.pt> ou, presencialmente, no Balcão Único da Câmara Municipal de Guimarães.
A Incubadora de Base Rural de Guimarães (IBR) nasce de uma iniciativa do Município de Guimarães, em parceria com a Universidade do Minho, Universidade de Trás os Monte e Alto Douro, entidades ligadas à agricultura e mundo rural de Guimarães, Juntas de Freguesia e Uniões de Freguesia. O objetivo é o de aproveitar todo o potencial congregado no território para o desenvolvimento de atividades empreendedoras e inovadoras de base rural.
Procurando afirmar-se como um território de referência no bom uso do solo agrícola e florestal, o Município de Guimarães lança o presente projeto tendo em vista apoiar e capacitar promotores de ideias de negócio de base rural, a partir da IBR Guimarães, assessorando-os na criação de empresas rentáveis e consolidadas, com elevado impacto no desenvolvimento socioeconómico do Município. A IBR apresenta uma estrutura integrada de apoios ao empreendedorismo de base rural, prestando um serviço personalizado e ajustado às necessidades de cada promotor. Os apoios e serviços disponibilizados pela IBR Guimarães são gratuitos para o utilizador, procurando assim desenvolver e alavancar as iniciativas mais qualificadas, mais criativas e de maior valor acrescentado para o território e para a economia.
A Incubadora de Base Rural de Guimarães é um serviço de apoio ao nascimento e crescimento de empresas especialmente dedicado a iniciativas de base rural, como sejam a agricultura, a agroindústria, a silvicultura ou outros serviços e tecnologias de suporte. Com este projeto, pela primeira vez, o Município de Guimarães capitaliza todo o potencial agrícola e florestal do concelho e, simultaneamente, promove o crescimento económico, o desenvolvimento empresarial, a inclusão social, a sustentabilidade ambiental e o bom uso do solo.
Comente este artigo
Anterior Biodinâmica pode marcar a diferença
Próximo Cotações – Suínos – Informação Semanal – 11 a 17 Dezembro 2017

Artigos relacionados

Últimas

Quinhentos bombeiros e 14 meios aéreos combatem dois fogos em Oleiros

[Fonte: Público]

Mais de 500 bombeiros, 14 meios aéreos e 150 veículos terrestres combatiam às 14h30 de hoje dois fogos florestais em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, refere a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).

De acordo com a informação disponibilizada na página da internet da ANPC, […]

Nacional

AGIM promove formações gratuitas na área agrícola

[Fonte: Gazeta Rural]

Compartilhar no Facebook
Tweet


A Agim – Associação para os Pequenos Frutos e Inovação Empresarial vai organizar várias formações financiadas (gratuitas) na área agrícola em Vagos e Sever do Vouga.
As formações, a iniciar a partir de setembro, […]

Nacional

Quercus: “é urgente” acabar com a venda de marfim na Europa

[Fonte: Agricultura e Mar]
A Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza diz que “é urgente acabar com a venda de marfim na Europa”. E apoia a petição do Fundo Internacional para o Bem-estar Animal para a proibição total.
Segundo a associação, a venda de marfim “ameaça dezenas de milhares de elefantes em África que continuam a ser abatidos de forma lenta e desumana, […]