O percevejo asiático: saiba porque pode ameaçar as fruteiras

O percevejo asiático: saiba porque pode ameaçar as fruteiras

‘Distribuição e bioecologia do inseto polífago invasor percevejo asiático (Halyomorpha halys) na Europa – Um desafio para a produção integrada de fruteiras’. Este é o tema do seminário que se realiza no próximo dia 25 de janeiro na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

A ação será promovida pelo Centro de Ecologia Funcional da FCTUC e tem como oradora Lara Maistrello, da Universidade de Modena e Reggio Emilia, em Itália.

“O percevejo marmoreado castanho, também conhecido como percevejo asiático, é um inseto polífago nativo da Ásia Oriental, que se está a tornar uma praga de importância global para muitas culturas agrícolas”, explicam os responsáveis pelo evento.

“Este organismo causa grandes incómodos domésticos, devido às agregações invernais densas dentro de estruturas feitas pelo Homem. O comportamento furtivo deste organismo permite-lhe passar despercebido em praticamente qualquer tipo de mercadoria, facilitando a disseminação assistida por seres humanos em todo o mundo, ameaçando, assim, o comércio internacional”, acrescentam.

Nos Estados Unidos da América, em particular, o percevejo asiático já causou perdas de milhões de dólares em culturas hortícolas e encontra-se atualmente em rápida disseminação na Europa, causando danos cada vez maiores em pomares de fruteiras e em aveleiras. É para debater o tema que se irá realizar este seminário, que pretende focar-se “na bioecologia do percevejo marmoreado castanho, mostrando os resultados da investigação realizada no norte de Itália, local onde se tornou uma das principais pragas de pomares frutícolas, tendo levado ao colapso dos programas de Gestão Integrada de Pragas existentes”.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Continente prevê comprar 10 mil toneladas de laranja do Algarve
Próximo DGAV aumenta lista de fitofarmacêuticos autorizados para quem não tem cartão de aplicador

Artigos relacionados

Últimas

CAP budget, adding value, productivity: new dashboards

Part of the European Commission’s commitment to improve the common agricultural policy (CAP), a common monitoring and evaluation framework (CMEF) is currently in place. […]

Nacional

Investigadores do Porto vão desenvolver robôs para pulverizar vinhas de montanha

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC), no Porto, lideram um projeto europeu que visa desenvolver robôs autónomos […]

Comunicados

Regras de Higiene – Cabazes da horta para entrega ao domicílio

A DGAV emite norma com as regras de higiene a respeitar na preparação e organização de cabazes para entrega ao domicílio, especialmente os que são […]