DGAV aumenta lista de fitofarmacêuticos autorizados para quem não tem cartão de aplicador

DGAV aumenta lista de fitofarmacêuticos autorizados para quem não tem cartão de aplicador

[Fonte: Vida Rural]

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) acaba de atualizar a lista de fitofarmacêuticos de uso não profissional que podem ser adquiridos pelos agricultores que não possuem cartão de aplicador.

A lista é da responsabilidade da Divisão de Gestão e Autorização de Produtos Fitofarmacêuticos e da Direção de Serviços de Meios de Defesa Sanitária e inclui os produtos que a 31 de dezembro de 2018 dispunham de uma autorização para a sua colocação no mercado, num total de 49 produtos fitofarmacêuticos com base em 24 substâncias ativas.

Estes produtos poderão ser manuseados e aplicados em ambiente doméstico de interior, em jardins e hortas familiares.

Consulte a lista completa aqui.

Comente este artigo

O artigo DGAV aumenta lista de fitofarmacêuticos autorizados para quem não tem cartão de aplicador foi publicado originalmente em Vida Rural

Anterior O percevejo asiático: saiba porque pode ameaçar as fruteiras
Próximo Continente prevê adquirir 10 000 toneladas de laranja do Algarve

Artigos relacionados

Sugeridas

Primeira Feira Internacional Ibérica para o Sector Biológico realiza-se em Junho

[Fonte: Agricultura e Mar]
A primeira Feira Internacional Ibérica para o Sector Biológico – Organic Food Iberia 2019 realiza-se no Parque de Exposições IFEMA, em Madrid, Espanha, nos dias 6 e 7 de Junho de 2019. As inscrições estão abertas até 10 de Maio. […]

Dossiers

Agricultura conta com 699 milhões de euros

[Fonte: Correio da Manhã]

O apoio financeiro disponibilizado a milhares de agricultores em toda a Europa foi aumentado, nomeadamente em Portugal, que este ano tem disponíveis 699 milhões de euros integralmente financiados pela União Europeia (UE) para investir no setor.
Jovens agricultores, […]

Últimas

Governo aprova quatro novas centrais de biomassa num investimento de 185 milhões

O Governo deu luz verde a quatro novas centrais elétricas de biomassa florestal, a instalar nos concelhos de Vila Velha de Rodão, Mangualde, Figueira da Foz e Famalicão, representando um investimento de cerca de 185 milhões de euros.
De acordo com a secretaria de Estado da Energia, […]