Novos órgãos sociais do CEBAL tomam posse

Novos órgãos sociais do CEBAL tomam posse

Tomaram hoje posse os novos Corpos Sociais do CEBAL – Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo, assumindo a EDIA uma das vice-presidências deste organismo.

O CEBAL é uma unidade de investigação e desenvolvimento privada, sem fins lucrativos, sediada em Beja e desenvolve a sua atividade em ligação com o tecido económico local, tendo como ponto de partida as características e o potencial da região em que se insere, nomeadamente a agricultura.

A atividade do CEBAL está estruturada de forma a desenvolver investigação prioritariamente aplicada, procurando identificar questões com impacto potencial para a economia da região e propor soluções biotecnológicas que permitam a resolução de problemas, a otimização da produção ou a certificação de produtos.

A atividade do centro está, também, direcionada para identificação e o desenvolvimento de novas oportunidades que possam ser aplicáveis à região nomeadamente nas áreas da produção vegetal, na produção animal, no processamento e melhoria dos produtos agrícolas e alimentares, na implementação de processos que permitam a obtenção de valor acrescentado a partir de subprodutos e resíduos e na pesquisa de formas de valorização de matérias-primas tradicionais. A presidência deste organismo fica a cargo da EMAS, Empresa Municipal de Água e Saneamento de Beja

Comente este artigo
Anterior FPAS e Faculdade de Medicina Veterinária contra a Peste Suína Africana
Próximo Incêndios: Especialistas em debate preocupados com eficácia dos planos municipais

Artigos relacionados

Comunicados

Governo apoia formação e informação sobre agricultura familiar

O Governo disponibilizou hoje 300 mil euros, destinados a financiar ações de formação e informação no domínio da Agricultura Familiar, ao abrigo da medida “observação da agricultura e dos territórios rurais”, no âmbito da Rede Rural Nacional, tendo como temas prioritários: […]

Últimas

Tejo. Ministro do Ambiente afasta cenário de aumento da quantidade de água que vem de Espanha

O ministro do Ambiente reafirmou hoje a necessidade de “aprofundar a Convenção de Albufeira”, para haver uma maior regularidade nos caudais do rio Tejo, […]

Últimas

Alterações climáticas: áreas inóspitas da Sibéria podem tornar-se habitáveis este século

Áreas inóspitas da Sibéria podem tornar-se habitáveis até ao fim do século devido às alterações climáticas, segundo os resultados de uma investigação agora divulgada na revista científica Environmental Research. […]