Novo sistema ciclónico deverá formar-se sobre Portugal continental.

Novo sistema ciclónico deverá formar-se sobre Portugal continental.

” Novo sistema ciclónico deverá formar-se sobre Portugal continental. Agravamento a partir de dias 3/4 de Novembro . “

— Sistema de baixas pressões deverá formar-se sobre o sul na 4ª feira.

Este fim de semana será marcado pela presença de massas de ar quentes e estáveis, vindas do Atlântico subtropical, no entanto teremos uma mudança clara a partir de 3ª feira.

Primeiro, uma frente fria irá avançar sobre o território, com ar frio a colidir com o ar quente presente sobre o território, esta frente será depois reactivada pela chegada de uma perturbação polar em altitude na 4ª feira.

Esperamos que a interacção destes elementos atmosféricos gere uma baixa pressão ( ciclogénese ) sobre o sul de Portugal continental, que depois deverá avançar para o Atlântico, ficando a oeste do território durante alguns dias.

Esperamos, assim, precipitação localmente significativa.
Há potencial claro para acumulados localmente superiores a 50- 100 litros por metro quadrado em 24h, com risco de inundações.

Teremos queda de neve a cotas que poderão descer abaixo dos 800m no interior norte e centro, com acumulados de neve que poderão ser significativos acima dos 800-1000m de altitude. A cota de neve tendera depois a subir a finais da semana.

Atenção à possibilidade de ocorrência de trovoadas, com granizo, vento forte e picos significativos de precipitação em pouco espaço de tempo.

O vento deverá intensificar-se, com rajadas mais fortes nas terras altas e em pontos mais expostos. Não se descartam valores até 100km/h em alguns locais.

” Risco de inundações, vento forte, trovoadas e possibilidade de queda abundante de neve acima dos 800-1000m. Tempo instável pelo menos até ao fim de semana”

—Alguns dias de instabilidade.

Ao longo da semana e até ao fim de semana ( 7-8 Nov ), esperamos que um campo de baixas pressões persista a oeste.

Devido a isto teremos alguns dias com passagem sucessiva de áreas de instabilidade, com aguaceiros e trovoadas localmente fortes, com granizo e vento.

Um ponto muito positivo no meio disto tudo é que teremos mais um alivio bastante generalizado da situação de seca.

Novembro deverá ser um mês em geral instável, com mais episódios de chuva, seguindo a linha dos últimos anos, no entanto Dezembro poderá ser um mês mais seco.

Sistema ciclónico deverá formar-se sobre o sul.
Sistema ciclónico deixará o tempo revolto por alguns dias.
Sistema ciclónico, risco de tempo severo localizado.
Sistema ciclónico deixará mau tempo em Portugal continental, com neve, chuva, vento e trovoada.

Precipitação localmente significativa sobre todo o território.

O artigo foi publicado originalmente em BestWeather.

Veja a previsão do tempo e a melhor altura para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta.

Comente este artigo
Anterior Covid-19: Governo assegura pagamento da produção integrada aos agricultores em novembro
Próximo Sonae Arauco dá “um salto no tempo” na produção florestal

Artigos relacionados

Últimas

​20 milhões de euros para dar vida ao Douro

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Douro lançou um “pacote” de 20 milhões de euros para ajudar famílias, empresas, comércio, agricultura e serviços a mitigar os efeitos negativos da Covid-19. […]

Últimas

Ministério da Agricultura apresenta aviso para instalação de Painéis Fotovoltaicos em explorações agrícolas amanhã

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e o Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, anunciam, este sábado, dia 15 de maio […]

Últimas

Mais de 200 bombeiros e nove meios aéreos combatem fogo em Abrantes

Um incêndio está a consumir uma zona de floresta em Abrantes, no distrito de Santarém, avança a Autoridade Nacional de Proteção Civil. […]