Navigator arrenda terras em Espanha para ter mais madeira

[Fonte: Dinheiro Vivo - empresas]

A Navigator vai arrendar terras em Espanha para poder ter mais madeira. A papeleira comunicou aos acionistas que Galiza e Andaluzia são as duas regiões escolhidas para este segmento de mercado e, deste modo, contrariar as restrições impostas ao eucalipto no mercado português.

“Por se situar a uma grande proximidade e apresentar características, em termos de terrenos florestais muito semelhantes ao Norte de Portugal, a Galiza foi alvo, em 2018, de um projeto específico”, refere a empresa no relatório e contas de 2018, citado esta quarta-feira pelo Jornal de Negócios.

A aposta em Espanha tinha sido anunciada em agosto de 2017 por Diogo da Silveira, presidente executivo da Navigator. O executivo será substituído no cargo por João Castello Branco a partir de abril.

No mesmo documento, a Navigator assume que está à procura de novos segmentos de negócio, tendo em conta “uma procura cada vez maior por produtos alternativos ao plástico”. Começou, por isso, a estudar algumas possibilidades, entre as quais se incluem copos descartáveis, palhinhas, cotonetes e chupa-chupas em papel. A venda destes produtos em plástico será banida em Portugal a partir do segundo semestre de 2020.

Comente este artigo

O artigo Navigator arrenda terras em Espanha para ter mais madeira foi publicado originalmente em Dinheiro Vivo - empresas.

Anterior El Gobierno garantiza los pagos de la PAC sin interrupción aunque se retrase la reforma hasta 2022 ó 2023
Próximo AJAP está à procura de novas ideias de negócio

Artigos relacionados

Últimas

Comércio justo: Quando os rótulos servem para denunciar injustiças do mercado

[Fonte: O Jornal Económico]

Poderá uma camisola que não foi feita por trabalho escravo parecer-lhe mais bonita? […]

Últimas

Estratégia para reutilizar água confronta escassez com necessidades de consumo

[Fonte: Açoriano Oriental]

As últimas quatro décadas foram as mais quentes desde 1931, com a precipitação a diminuir cerca de 20 milímetros por década, […]

Últimas

Tilray faz de Cantanhede a capital portuguesa da canábis para fins medicinais

[Fonte: Jornal da Bairrada] Quem passa pela zona industrial de Cantanhede dificilmente repara que ali “habita” aquela que é uma das maiores produções de canábis medicinal do mundo. […]