Não sabe o que têm em comum chá, insetos e vinho? “Pergunte pelo Bio”

Não sabe o que têm em comum chá, insetos e vinho? “Pergunte pelo Bio”

Um “chá das 5”, no dia 19 de Abril, às 17h00, na Quinta das 6 Marias, em Lagos, a observação de pragas e identificação de insetos, no dia 21 de Abril, às 10h00, na Quinta do Freixo, em Loulé, e uma plantação de vinha à moda antiga, no dia 22, às 15h00, no dia aberto na Alcagoita (Quinta do Açoeiro), em Aljezur, são as propostas algarvias da Semana Pergunte pelo Bio, a acontecer de 17 a 22 de Abril.

Este ano o tema é a “Importância da Certificação”, numa iniciativa da Agrobio, em coprodução com a Quercus.

O mote servirá, assim, para lembrar «a necessidade de garantir ao consumidor que o que ele está a adquirir no ato da compra garante as premissas do produto biológico», diz a Agrobio.

Não podendo o consumidor «estar presente no processo de produção, necessita de um mecanismo que salvaguarde que o produto é de facto biológico. Quem compra bio é muitas vezes movido por uma vontade altruísta e precisa de comprovativos de que esses ensejos são correspondidos», acrescenta.

A Semana Pergunte pelo Bio pretende então divulgar o consumo sustentável não só na área das hortofrutícolas e produtos de origem animal como também nos outros consumíveis de matérias primas biológicas como a roupa e a cosmética.

«A ideia é que tanto consumidores como comerciantes pensem mais nos produtos biológicos, sendo a agricultura biológica, a única inteiramente sustentável. A mecânica da iniciativa tem como base a parceria com diferentes municípios, pontos de venda, certificadoras e associações, que se envolvem de forma ativa na divulgação do bio», considera a Agrobio.

Nos diferentes pontos do país por onde passa esta iniciativa serão projetados filmes do festival Cine Eco de Seia, um dos parceiros da iniciativa.

A inscrição para a atividade de Aljezur, que é gratuita, pode ser feita ligando para o 915750437 ou enviando um e-mail para [email protected]

Para mais informações clique aqui.

Comente este artigo
Anterior Sapec agro apoia “horta solidária” pelo sexto ano consecutivo
Próximo Plantar eucalipto pode dar multas até 37 mil euros

Artigos relacionados

Últimas

Terrenos cadastrados podem ser regularizados sem multa

Os proprietários de terrenos situados em concelhos onde já há cadastro geométrico poderão fazer registo ao abrigo da nova lei sem terem de pagar multas. […]

Blogs

Pequenas coisas que o covid nos tirou – convívio das silagens

Há 150 anos atrás, quando Júlio Dinis escreveu nas “Pupilas do Senhor Reitor” que a “A desfolhada fez-se na eira espaçosa de José […]

Notícias PAC pós 2020

Agricultores exigem nova PAC adaptada “às condições do país”

A partir de 2023, a taxa máxima de apoio ao investimento a fundo perdido no âmbito da PAC regride para 65%. Quanto ao primeiro pilar, CAP e CNA alertam: a condicionalidade ambiental […]