Mulher de ex-autarca de Idanha-a-Nova recebeu terras destinadas a jovens agricultores

Mulher de ex-autarca de Idanha-a-Nova recebeu terras destinadas a jovens agricultores

Médica anestesista reformada e casada com Joaquim Morão, um histórico autarca e membro da Comissão Política Nacional do PS, conseguiu 16 hectares de terras do Estado destinadas, em primeiro lugar, a jovens agricultores. Recebeu mais de 63 mil euros em subsídios e seis anos depois o terreno está praticamente abandonado.

Ser jovem agricultor não era o único critério de selecção dos candidatos aos terrenos do Couto da Várzea, uma herdade do Estado com mais de 550 hectares, cedida à Câmara de Idanha-a-Nova, em 2011, a fim de facilitar o acesso à terra a quem não a tinha. Mas ser jovem era o critério mais importante. E ser desempregado era um factor de preferência. Conceição Morão, uma conhecida médica da terra, não era uma coisa nem outra. Estava reformada há três anos e era directora clínica da Misericórdia local, lugar que ainda ocupa. Mas o município entregou-lhe 16 hectares em 2014, com uma renda particularmente atractiva, para lá plantar um pomar de 19 mil figueiras-da Índia. […]

Continue a ler este artigo no Público.

Comente este artigo
Anterior Vinho do vulcão com selo de qualidade
Próximo Scientific group says gene editing key tool for transforming global food systems

Artigos relacionados

Suplementos

AgroVida agosto – Vinho com bom senso – Editorial de Teresa Silveira

Receio que estejamos paulatinamente a construir um estado policial em Portugal, ao invés de trabalharmos com afinco desde o berço numa cultura de educação e de civismo. […]

Nacional

Resolução da Assembleia da República sobre a Agricultura Familiar

Foi hoje publicada a Resolução da Assembleia da República n.º 214/2021, Diário da República n.º 145/2021, Série I de 2021-07-28, que recomenda […]

Sugeridas

Exportações de vinhos portugueses sobem 2,4% para 590 ME até setembro

As exportações de vinhos portugueses subiram 2,43% em valor, para quase 590 milhões de euros, até setembro, em comparação com 2019, apesar da pandemia, divulgou hoje a ViniPortugal. […]