Mondego Agrícola2019 – feira das culturas volta em setembro

Mondego Agrícola2019 – feira das culturas volta em setembro

A Escola Profissional Agrícola Afonso Duarte,  com a colaboração da Câmara Municipal de Montemor-o-Velho, Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro e Cooperativa Agrícola do Concelho de Montemor-o-Velho, promove a realização da 2ª edição do Mondego Agrícola2019, feira das culturas. Este evento tem por objetivo congregar as principais entidades que colaboram com o setor agrícola na Região Centro, muito em especial no Vale do Mondego, permitindo um intercâmbio de conhecimentos e tecnologias entre técnicos, fornecedores e agricultores, bem como mediar contactos e negócios.

Os visitantes terão oportunidade de visitar os ensaios de milho, arroz e batata e os diversos expositores, bem como assistir às palestras. Poderão assistir e participar nas demonstrações com máquinas agrícolas, nomeadamente, ceifeiras, tratores e alfaias, pautando por um certame 100% profissional. Estarão representadas as principais entidades e empresas do setor das sementes, produtos fitofarmacêuticos, fertilizantes, tratores e equipamentos agrícolas.

A 2ª edição do Mondego Agrícola 2019, feira das culturas, a realizar no próximo dia 6 de setembro de 2019, pretende também dar continuidade e consolidar o trabalho iniciado em 2017. É ambição da organização, aumentar o número de participantes e captar o interesse de todo o setor agrícola da Região Centro. Assim, entre outras, vão estar representadas entidades do setor cooperativo e associativo; empresas de sementes (milho, arroz e batata); empresas de fertilizantes; empresas de produtos fitofarmacêuticos; empresas de tratores, máquinas agrícolas e outros equipamentos e empresas de material diverso do ramo agrícola.

Acontecem ainda duas palestras de interesse para a agricultura da região. Às 10.00 horas o primeiro Painel 1  debate o Impacto da PAC pós 2020 no Baixo Mondego e às 14.30 o segundo Painel discute a Agricultura de Precisão no Baixo Mondego.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Agricultores alentejanos reclamam medidas de apoio para fazer frente à seca
Próximo Agrupalto e Aligrupo foram os destaques do evento que distingue a produtividade dos suinicultores nacionais

Artigos relacionados

Nacional

“O território do interior não pode continuar a ser pasto de chamas”, diz pres. da Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco

[Fonte: Rádio Campanário] O presidente da Cáritas Diocesana de Portalegre-Castelo Branco afirmou que o interior “não pode continuar a ser ignorado” e a “ser pasto de chamas” e disse que os partidos políticos têm de escutar as lideranças regionais, […]

LIVE

Live: Edição do genoma para melhoramento das colheitas

Para quem não teve a oportunidade de assistir em direto ao painel de discussão sobre “Edição do genoma para melhoramento das colheitas”, a 3 de dezembro, pode agora ter acesso à gravação no YouTube. […]

Últimas

No rescaldo do IX Congresso Nacional de Suinicultura FPAS anuncia novo evento


O pontapé de saída para a 25.ª Feira Nacional do Porco foi dado hoje, 14 de maio, com a assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal do Montijo e a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS), […]