Ministra da Agricultura garante que revisão do traçado do Perímetro de Rega do Mira é para avançar

Ministra da Agricultura garante que revisão do traçado do Perímetro de Rega do Mira é para avançar

O Encontro Regadio 2019, organizado pela FENAREG – Federação Nacional de Regantes de Portugal e pela ABMira – Associação de Beneficiários do Mira, a 6 e 7 de Novembro, em Odemira, reuniu mais de 150 participantes, entre os quais entidades gestoras de aproveitamentos hidroagrícolas de todo o país, representando mais de metade da área irrigada em Portugal (300.000 hectares).

Na sessão de encerramento, o presidente da FENAREG, José Núncio, afirmou que «em pleno período de discussão da nova Política Agrícola Comum (PAC), o nosso setor necessita de estabilidade e de garantir pelo menos a manutenção dos atuais níveis de apoio à agricultura» e apelou à Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, para que «mantenha a garantia de ajudas ao desenvolvimento do regadio, quando são tão evidentes os impactos de um período de três anos de seca».

Encontro Regadio 2019
Ministra da Agricultura com diretor executivo da ABMira (à esq.) e presidente da FENAREG

A Ministra da Agricultura presidiu à sessão de encerramento do Encontro, destacando como grandes objetivos do Governo em matéria de regadio: «promover a requalificação e modernização dos perímetros de rega existentes, tornando-os mais eficientes; prosseguir com a implementação do Programa Nacional de Regadios e proceder à revisão do sistema de cálculo do tarifário da água para rega».

Os regantes ouviram com agrado a garantia dada por Maria do Céu Albuquerque de que será implementada a revisão do traçado do Perímetro de Rega do Mira, construído na década de 60, e que tem 94% da sua área (12.000 hectares) integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina. A Ministra da Agricultura afirmou que «o Perímetro de Rega do Mira deverá desafetar áreas de maior interesse e sensibilidade ambiental, bem como aglomerados urbanos e rurais. No entanto, as áreas excluídas serão compensadas pela afetação de novas áreas ao Aproveitamento Hidroagrícola do Mira, mantendo-se a área total do mesmo».

No jantar de gala do Encontro foi celebrado o 50º aniversário do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira e homenageado o atual diretor-executivo da ABMira, Manuel Amaro Figueira, pelas três décadas ao serviço da gestão e desenvolvimento deste perímetro de rega público.

No segundo dia do Encontro decorreu uma visita técnica a pontos de interesse da infraestrutura do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira e a duas explorações agrícolas da região que produzem e exportam produtos de elevado valor acrescentado (framboesas, mirtilos e amoras e próteas).

Comente este artigo
Anterior Pera Rocha do Oeste viaja até à China para conquistar novos consumidores
Próximo Açores abrem candidaturas ao VITIS com dotação de quatro milhões de euros

Artigos relacionados

Últimas

Corteva Agriscience apresenta plano de expansão da gama de produtos naturais Spinosyns

A Corteva Agriscience, empresa líder no sector agrícola em tecnologia aplicada a sementes, protecção de culturas e agricultura digital, […]

Últimas

PDR2020: Investimento na Exploração Agrícola – Agricultura Biológica

Operação 3.2.1 – Investimento na Exploração Agrícola | Agricultura Biológica (22º Anúncio) […]

Últimas

UE quer proibir munições de chumbo nas áreas húmidas. Caçadores dizem que Regulamento tem “abordagem claramente contrária ao Direito da UE”

A polémica já começou e promete continuar. A Comissão Europeia pretende proibir munições de chumbo nas áreas húmidas, através do Regulamento […]