Militares patrulham áras florestais mais sensíveis até 30 de Setembro

Militares patrulham áras florestais mais sensíveis até 30 de Setembro

As Forças Armadas começaram a patrulhar as áreas mais sensíveis da floresta e sensibilizar a população para a prevenção dos fogos, informou o Estado-Maior-General, em comunicado colocado no seu sítio na internet.

ste patrulhamento, que se vai prolongar até 30 de setembro, é feito ao abrigo de um protocolo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), designado FAUNUS, assinado em 2017.

O EMGFA adiantou que nestas ações vão estar empenhados 132 militares, divididos em 44 patrulhas (12 da Marinha e 32 do Exército) de três militares cada.

O patrulhamento vai ser feito em 15 distritos de Portugal Continental, nos quais o ICNF tem responsabilidade, para o que disponibilizou 44 viaturas.

Fonte: Sapo.pt

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior Universidade de Évora diz que novo Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais é “virar de página”
Próximo Incêndios: Bombeiros de Vila Real vão para aldeias para intervir mais rápido

Artigos relacionados

Nacional

Kranemann Wine Estates: O renascer da Quinta do Convento de São Pedro das Águias

Investimento inicial, orçamentado em 12 milhões de euros, contempla a recuperação do Convento de São Pedro das Águias, valorizado enquanto unidade hoteleira, […]

Nacional

Informação ANPROMIS de setembro 2018

Consulte o boletim “Informação ANPROMIS” referente ao mês de setembro
→Consulte o documento aqui← […]

Últimas

“Temos produção própria mas também queremos trabalhar com outros produtores”

Juan Carlos Miranda, Greenela (Viseu)
Temos uma produção na ordem dos 20 hectares de mirtilo e um armazém na região de Viseu. […]