Mercadona assina acordo com o Banco Alimentar do Porto

Mercadona assina acordo com o Banco Alimentar do Porto

[Fonte: Mercadona]

– Este acordo insere-se na política de Responsabilidade Social e permite à Mercadona, em conjunto com o Banco Alimentar Contra a Fome do Porto, apoiar cerca de 300 instituições de forma regular e 50 de forma esporádica do distrito do Porto.

– Todas as lojas que a empresa venha a abrir no distrito do Porto estarão abrangidas por este acordo.

Porto, 28 de janeiro de 2019.- A Mercadona e o Banco Alimentar Contra a Fome do Porto assinaram hoje um protocolo de colaboração para oficializar a sua relação. Esta colaboração permite que o Banco Alimentar do Porto continue a apoiar as cerca de 350 instituições – 300 de forma regular e 50 de forma esporádica – às quais distribui produtos alimentares no distrito do Porto.

Com o avanço do projeto em Portugal, a empresa pretende dar continuidade às suas políticas de ação social sustentável e combate ao desperdício alimentar, que tem vindo a desenvolver, integradas na estratégia de Responsabilidade Social Empresarial da Mercadona. O projeto Mercadona tem como base o propósito de causar um impacto positivo na Sociedade e acredita que, em cooperação com instituições localizadas nas zonas de envolvência das lojas, consegue desenvolver uma relação de proximidade e entreajuda. Desta mesma forma, a Mercadona pretende também colaborar em todas as grandes recolhas alimentares organizadas pelo Banco Alimentar Contra a Fome.

Deste modo, a empresa compromete-se a colaborar com esta Instituição para aproveitar parte dos produtos que são vendidos nas suas lojas e, graças ao Banco Alimentar, fazê-los chegar às famílias mais carenciadas do distrito do Porto.

Segundo António Cândido Silva, Presidente do Banco Alimentar do Porto, este protocolo possibilita que graças “à generosidade da Mercadona se enriqueça o cabaz distribuído pelas famílias mais carenciadas do Porto”.

Beatriz Queiroz, Diretora Regional de Relações Externas da Mercadona, destaca que “este acordo marca o início do projeto de ação social, dentro da política de Responsabilidade Social da Mercadona, no distrito do Porto. O esforço e empenho do Banco Alimentar do Porto, numa lógica de transparência e verdade, dá-nos segurança de que esta Instituição é a escolha acertada no que diz respeito à gestão dos alimentos doados”.

Comente este artigo
Anterior Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 21 a 27 Janeiro 2019
Próximo Aberto o Concurso Europeu de Inovação Rural - Projeto Horizonte 2020 LIAISON

Artigos relacionados

Sugeridas

Engenheiros defendem pacto de regime para a floresta portuguesa

»» Pacto de regime que permita estabilidade legislativa e de governança, que perdure para lá da formulação das políticas, assegurando, também, instrumentos de política adequados à sua operacionalização
»» Criação de uma estrutura dedicada à defesa da floresta, integrando a prevenção e apoiando o combate que permita defender a floresta além da defesa das vidas e das populações
O Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, […]

Comunicados

Governo deve agir – mais e melhor – nas medidas a tomar para acudir ao desastre dos Incêndios Florestais/Rurais em Monchique e Silves (e em Marvão e outros).

A CNA considera que Governo e demais Órgãos de Soberania devem agora definir e aplicar, o mais rapidamente possível, um conjunto de medidas e outras opções, para acudir aos graves problemas desencadeados por mais um violento e extenso Incêndio Florestal como o que lavrou – sete dias em contínuo – […]

Sugeridas

Aprender com as Crises – Jaime Piçarra

Se olharmos para os últimos 15 anos, concluímos que a evolução do setor agroalimentar e, naturalmente, da Fileira Pecuária, foi marcada por duas alterações fundamentais: do lado da oferta, a sofisticação dos processos de produção e de fabrico nas diferentes fases e operadores da fileira, devido às imposições legais ao nível da segurança alimentar na sequência das crises (dioxinas, […]