Mercadona aposta no kiwi português

[Fonte: Mercadona]

• A Mercadona reforça a colaboração com o setor primário e em 2018 comprou mais de 2.500 toneladas de kiwi português à Kiwi Greensun.
•A Kiwi Greensun é fornecedor da Mercadona desde 2012, uma aposta a longo prazo da empresa pela fruta produzida em Portugal.

Porto, 15 de janeiro de 2019.- A Mercadona reforça a sua aposta no setor primário e, em 2018, comprou mais de duas toneladas e meia de kiwi verde à empresa portuguesa Kiwi Greensun. A parceria entre a Mercadona e o produtor português de kiwi teve início em 2012 e desde então este produto de origem portuguesa encontra-se atualmente à venda em cerca de 500 lojas da cadeia de supermercados em Espanha.

Para a Mercadona, o trabalho realizado em conjunto com o setor primário permite à empresa criar um projeto comum, fruto do desenvolvimento da Cadeia Agroalimentar Sustentável, baseada na estabilidade, produtividade e diálogo, com o objetivo de promover o crescimento partilhado e sustentável.

Vítor Araújo, Presidente da Kiwi Greensun, refere os altos padrões de qualidade da Mercadona, “conseguindo cumprir com essas exigências mantemos um nível de qualidade alto”. Relativamente ao projeto da Mercadona em Portugal – que se reflete na abertura de 10 lojas no segundo semestre de 2019 – menciona que “seria um orgulho como produtor nacional de referência poder servir as lojas da Mercadona em Portugal”. A Kiwi Greensun nasce em 2004 e tem atualmente 360 hectares de kiwis plantados, no norte de Portugal.

Patrícia Cotrim, Diretora do Setor Primário e Consumidores da Mercadona em Portugal, reforça a importância da colaboração com o setor primário: “Para nós é muito importante estabelecer relações de transparência, estabilidade e eficiência junto do setor primário. Temos como objetivo conjugar esforços e partilhar conhecimentos que contribuam para a modernização, produtividade e prosperidade em toda a cadeia agroalimentar da Mercadona. Pretendemos assim que os nossos consumidores possam aceder a produtos de fornecedores especializados e de origem cada vez mais local”.

Comente este artigo
Anterior Crédito Agrícola premiado pelo atendimento ao Cliente
Próximo ANPROMIS: Oficina Técnica em Sistemas de Automação em Tractores Agrícolas na óptica de Sistemas de Agricultura de Precisão (Coruche, 28 de Janeiro de 2019)

Artigos relacionados

Notícias Apoios

BEI e Crédito Agrícola garantem 200 milhões de euros para financiar empresas

Lisboa, 23 de Outubro de 2018 – O Banco Europeu de Investimento (BEI) concedeu um empréstimo de 100 milhões de euros ao Crédito Agrícola destinado a facilitar o acesso ao crédito às PME e midcaps localizadas principalmente em Portugal. A este valor, o Crédito Agrícola acrescentará mais 100 milhões, […]

Últimas

Inovação e tecnologia na produção de alimentos – António Lopes Dias

Este é o tema dos Simpósios Anipla 2017, com o primeiro já realizado, no dia 23 de Março, no Porto, e o próximo realizar no dia 30 de Março (Lisboa, Hotel Sana Metropolitan).
Com este tema fazemos jus à nossa assinatura: “para quem pensa a agricultura”. […]

Últimas

Nova fase do programa de regadios entra em vigor com 280 ME

[Fonte: Gazeta Rural]
O Governo anunciou que já está em vigor a portaria que estabelece os apoios da segunda fase do programa de regadios, ficando agora disponíveis mais 280 milhões de euros para financiar, a fundo perdido, novos projetos.
“Entrou já em vigor a Portaria nº 38/2019, […]