Mais de 9.500 hectares arderam em Vila de Rei e Mação. É aproximadamente a área de Lisboa

Mais de 9.500 hectares arderam em Vila de Rei e Mação. É aproximadamente a área de Lisboa

O EFFIS, do Centro de Investigação Comum da Comissão Europeia, que apresenta as áreas ardidas cartografadas em imagens de satélite, indica que o incêndio que deflagrou no sábado em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, e que se propagou ao concelho de Mação, já em Santarém, consumiu 9.631 hectares, aproximadamente a área da cidade de Lisboa.

Este fogo foi hoje dado como dominado, mas mantêm-se no terreno os mais de 1000 operacionais e oito meios aéreos.

Os dados do EFFIS mostram também que os incêndios florestais consumiram este ano 18.606 hectares de floresta, enquanto que a média da aérea ardida entre 2008 e 2018 foi de 24.622.

Os dados provisórios, disponíveis na página da internet do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), indicam que, entre 1 de janeiro e hoje, ocorreram 6.091 incêndios rurais, que provocaram 11.602 hectares de área ardida.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Portugal tem um novo instrumento financeiro para apoiar agricultores
Próximo Fogo consumiu entre 600 e 700 hectares de floresta na Sertã

Artigos relacionados

Nacional

Agricultura biológica. Quota em Portugal é de 7%, em linha com a média da UE

Salzburgo, na Áustria, é a única região europeia que tem mais de 50% das terras cultivadas de forma sustentável

Em Portugal, […]

Últimas

“Fim da derrama terá 40% de impacto nas empresas do setor agrícola”

O presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, revelou, esta quarta-feira, que com o fim da cobrança da derrama em 2020, […]

Vídeos

A Agricultura não para

É também tempo de perceber e valorizar muitas profissões que são essenciais para que tenhamos os alimentos que temos habitualmente em […]