Maçã Camoesa e Riscadinha em destaque no Roteiro temático da DRAP LVT

Maçã Camoesa e Riscadinha em destaque no Roteiro temático da DRAP LVT

O Roteiro temático – A Maçã Camoesa e Riscadinha, realizado pela DRAPLVT e a Rede Rural Nacional, no dia 25 de novembro, promoveu a visita à Estação Nacional de Fruticultura Vieira Natividade, em Alcobaça, fruticultores que se dedicam à produção de variedades tradicionais de maçã Camoesa e maçã Riscadinha de Palmela, dos Concelhos de Sesimbra e Palmela.

Inserido nos “Roteiros Temáticos” da Rede Rural Nacional, deu a conhecer a um grupo de cerca de 32 pessoas boas práticas e projetos desenvolvidos pelo INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária e em especial pela Estação Nacional de Fruticultura Vieira Natividade, no âmbito da fruticultura.

Nesta visita participaram também a Presidente da Junta de Freguesia do Castelo e a Chefe da Divisão Comunicação, Turismo e Economia local da Câmara Municipal de Palmela acompanhados por técnicos de apoio à economia local e dos Delegados Regionais da DRAPLVT.

Durante a manhã, decorreu a apresentação pelo Coordenador do Polo de Alcobaça da Estação Nacional de Fruticultura Vieira Natividade, Rui Maia de Sousa, sob o tema “Como produzir a Maçã Camoesa da Azóia com qualidade”.

​Após esta sessão, os participantes deslocaram-se ao pomar onde puderam verificar in loco as boas práticas desenvolvidas pela Estação Nacional de Fruticultura Vieira Natividade, assim como acompanhar os seus modos de produção agrícola.

Os Roteiros Temáticos (RT) constituam uma ferramenta para a promoção da partilha de conhecimento, de experiência e para a produção de reflexão conjunta, que permita construir novos conhecimentos e novas parcerias para o desenvolvimento da agricultura e dos territórios rurais. Parte-se do princípio que cada agricultor, agente económico ou associativo, do sector agrícola, florestal ou da área do desenvolvimento rural, possui um vasto conhecimento tácito que foi acumulando ao longo da sua experiência, que é útil partilhar através do contacto direto.

Os Roteiros Temáticos têm como objetivo difundir junto dos agricultores e demais agentes do território bons exemplos e boas práticas e permitir o debate e troca de experiências entre agricultores e demais agentes do território, no sentido de contribuir para encontrar soluções para problemas concretos.

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Ministro diz que "felizmente" Governo não esperou pelo Tribunal de Contas para alterar lei
Próximo Ministra da Agricultura afirma que "é errado dizer que o olival é um sorvedouro de água" e acrescenta que "as culturas de sequeiro não existem devido ás alterações climáticas" (c/som)

Artigos relacionados

Nacional

Presidente da Assembleia quer consagrar 17 de junho como Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, enviou esta quarta-feira aos líderes parlamentares um projeto de resolução para consagrar 17 de junho como Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios Florestais, […]

Últimas

Etapa decisiva para a nova Política de Coesão europeia

Um contexto de renovados desafios e de reequilíbrios políticos e temáticos: uma decisiva etapa para a nova Política de Coesão europeia

A Europa está […]

Dossiers

Missão empresarial da AEP resulta na maior exportação de vinhos nacionais para o Brasil

Uma missão empresarial inversa que trouxe a Portugal compradores brasileiros resultou na venda de vinhos portugueses avaliados em mais de um milhão de euros, “a maior exportação […]