Lotação esgotada no Workshop – Investigação e Inovação aplicadas ao Montado de Sobro

Lotação esgotada no Workshop – Investigação e Inovação aplicadas ao Montado de Sobro

[Fonte: Aflosor] Casa cheia para assistir aos atuais paradigmas e desafios da investigação e inovação aplicadas ao Montado de Sobro

Perante um auditório com lotação esgotada, e com uma abertura de excelência a cargo do Prof. Dr. José Godinho Calado – Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo, viveu-se uma tarde de grandes debates em torno da constante procura por respostas e soluções para o sector, tanto do lado da investigação, como da produção e inovação tecnológica.

No primeiro painel, os participantes tiveram a oportunidade de ficar a conhecer os resultados de algumas investigações que têm vindo a ser desenvolvidas no âmbito dos projetos Go Platisor e Prodehesa:

– GO Platisor: Investigação aplicada ao Platypus Cilindrus – Expectativa da Produção [Inês Barracha, AFLOSOR];

– GO Platisor: Investigação aplicada ao Platypus Cilindrus – Perspetiva da Investigação [Edmundo de Sousa, INIAV];

– Projeto Prodehesa Montado: Medidas de gestão para Fitóftora no Montado [Ana Cristina Moreira, INIAV];

– Projeto Prodehesa Montado: Prevenção e gestão da Fitóftora em Viveiros Florestais [Manuel Trindade, INIAV].

O segundo painel foi partilhado entre a Inovação tecnológica e as novas perspetivas para o sector, tendo os presentes a possibilidade de ficar a conhecer melhor as previsões de alguns stakeholders existentes no mercado da Península Ibérica:

– Inovação Tecnológica | O Futuro da Extração de Cortiça? [João Sobral, Amorim Florestal / Rafael Leal, Coveless];

– Inovação na gestão ambiental de pastagens em sistemas agroflorestais [Ivo Gama, Terraprima]

– Novas Perspetivas do mercado para o sector [João Rui Ferreira, APCOR];

– Perspetiva estratégica da AFLOSOR para a PAC pós 2020 [Paulo Tenreiro, AFLOSOR].

Coube ao Eng. Hugo Hilário – Presidente do Município de Ponte de Sor, encerrar o evento, o qual mostrou grande gratidão e respeito pelo sector, demonstrando total disponibilidade para que o mesmo se volte a realizar por muitos mais anos.

Perante tal sucesso, todos os patrocinadores – Campo Pequeno | Amorim | IkiMobile – abriram a porta a novos projetos em parceria com a AFLOSOR – Associação de Produtores Agro-Florestais da Região de Ponte de Sor com objetivo de dar a conhecer o extraordinário trabalho que se tem feito ao longo destes 30 anos a assegurar o uso sustentável dos ecossistemas agroflorestais.

Comente este artigo
Anterior Oficina de Colheita e Secagem de Ervas Aromáticas - 13 de julho - Vila Nova de Gaia
Próximo Vinhos e turismo. Há uma nova licenciatura na Universidade de Évora

Artigos relacionados

Comunicados

CATAA: Já foram reveladas as 10 principais tendências do setor agroalimentar para 2019

[Fonte: CATAA – Associação do Centro de Apoio Tecnológico e Agro Alimentar de Castelo Branco]
Inovação, novidades e futuras tendências agroalimentares revelaram a importância da modernização, da criatividade e do olhar atento no setor agroalimentar, onde consumidores mais exigentes e mais instruídos aguçam a competitividade e onde as preocupações ambientais ganham cada vez mais destaque. […]

Nacional

Bruxelas propõe aumento de ajudas mínimas a agricultores para 25 mil euros

A Comissão Europeia propôs esta sexta-feira o aumento dos auxílios de pequeno montante (de ‘miminis’) de 15 mil para 25 mil euros de modo a ajudar os agricultores a enfrentarem emergências. No entanto, a proposta comunitária estabelece limites por setor.
Para evitar distorções de mercado, um setor agrícola não pode receber mais de 50% do montante total dos auxílios nacionais de pequeno montante. […]

Sugeridas

Conclusões do debate Francês sobre os Estados Gerais da Alimentação

França lançou um processo de consulta e diálogo com a Sociedade Civil chamado os Estados Gerais da Alimentação. Um dos temas visados foi relançar a criação de valor na cadeia e assegurar um reequilíbrio mais justo.