Lotação esgotada no Workshop – Investigação e Inovação aplicadas ao Montado de Sobro

Lotação esgotada no Workshop – Investigação e Inovação aplicadas ao Montado de Sobro

[Fonte: Aflosor] Casa cheia para assistir aos atuais paradigmas e desafios da investigação e inovação aplicadas ao Montado de Sobro

Perante um auditório com lotação esgotada, e com uma abertura de excelência a cargo do Prof. Dr. José Godinho Calado – Diretor Regional de Agricultura e Pescas do Alentejo, viveu-se uma tarde de grandes debates em torno da constante procura por respostas e soluções para o sector, tanto do lado da investigação, como da produção e inovação tecnológica.

No primeiro painel, os participantes tiveram a oportunidade de ficar a conhecer os resultados de algumas investigações que têm vindo a ser desenvolvidas no âmbito dos projetos Go Platisor e Prodehesa:

– GO Platisor: Investigação aplicada ao Platypus Cilindrus – Expectativa da Produção [Inês Barracha, AFLOSOR];

– GO Platisor: Investigação aplicada ao Platypus Cilindrus – Perspetiva da Investigação [Edmundo de Sousa, INIAV];

– Projeto Prodehesa Montado: Medidas de gestão para Fitóftora no Montado [Ana Cristina Moreira, INIAV];

– Projeto Prodehesa Montado: Prevenção e gestão da Fitóftora em Viveiros Florestais [Manuel Trindade, INIAV].

O segundo painel foi partilhado entre a Inovação tecnológica e as novas perspetivas para o sector, tendo os presentes a possibilidade de ficar a conhecer melhor as previsões de alguns stakeholders existentes no mercado da Península Ibérica:

– Inovação Tecnológica | O Futuro da Extração de Cortiça? [João Sobral, Amorim Florestal / Rafael Leal, Coveless];

– Inovação na gestão ambiental de pastagens em sistemas agroflorestais [Ivo Gama, Terraprima]

– Novas Perspetivas do mercado para o sector [João Rui Ferreira, APCOR];

– Perspetiva estratégica da AFLOSOR para a PAC pós 2020 [Paulo Tenreiro, AFLOSOR].

Coube ao Eng. Hugo Hilário – Presidente do Município de Ponte de Sor, encerrar o evento, o qual mostrou grande gratidão e respeito pelo sector, demonstrando total disponibilidade para que o mesmo se volte a realizar por muitos mais anos.

Perante tal sucesso, todos os patrocinadores – Campo Pequeno | Amorim | IkiMobile – abriram a porta a novos projetos em parceria com a AFLOSOR – Associação de Produtores Agro-Florestais da Região de Ponte de Sor com objetivo de dar a conhecer o extraordinário trabalho que se tem feito ao longo destes 30 anos a assegurar o uso sustentável dos ecossistemas agroflorestais.

Comente este artigo
Anterior Oficina de Colheita e Secagem de Ervas Aromáticas - 13 de julho - Vila Nova de Gaia
Próximo Vinhos e turismo. Há uma nova licenciatura na Universidade de Évora

Artigos relacionados

Comunicados

Presidente da CAP escreve aos Associados sobre greve dos combustíveis

A 4 dias do início da anunciada greve dos motoristas de matérias perigosas, o presidente da CAP dirigiu-se a todos os Associados da Confederação dos Agricultores de Portugal […]

Sugeridas

Milho Bt tem impactos muito positivos na economia e no ambiente

[Fonte: Gazeta Rural]

Desde que começou a ser cultivado em Portugal e Espanha, em 1998, o milho Bt permitiu uma produção adicional de 1,89 milhões de toneladas e um aumento substancial no rendimento dos agricultores. Mas os benefícios não se confinam à economia e à sustentabilidade na produção de alimentos. […]

Comunicados

Estabelecidas as regras nacionais de reconhecimento de organizações de produtores – Portaria n.º 298/2018

[Fonte: GPP]
 
Foi publicada a 9 de setembro em Diário da República, a Portaria n.º 298/2019 que estabelece as regras nacionais complementares de reconhecimento de organizações de produtores e respetivas associações previstas no capítulo III do título II da parte II do Regulamento (UE) n.º […]