Live: Waste2Value – Casos de Sucesso de um Grupo Operacional PDR2020

O projeto Waste2Value surge numa altura em que é crescente a preocupação com as questões ambientais, com a sustentabilidade e com a economia circular. Investiga soluções que contribuam para resolver o problema do desperdício de alimentos ao longo da cadeia de valor. Promove o aproveitamento e valorização de subprodutos da produção agrícola e da indústria agroalimentar, criando de forma sustentável novos processos e produtos inovadores para utilizar na alimentação animal mais saudável, no tratamento de efluentes animais, na fertilização dos solos e em bioplásticos.

Trata-se de um projeto com impacto nas vertentes económica e ambiental, que cria soluções para mitigar o desperdício e subprodutos da agricultura e agro-indústria, proporcionando valor económico acrescentado às empresas, ao ampliar a sua área de atuação e intervenção em mercados nacionais e internacionais.
Waste2Value tem sido reconhecido por algumas entidades e pela comunidade científica, é considerado um case study no âmbito da Bioeconomia pela European Network for Rural Development e recebeu em 2019 o 1º lugar no concurso “Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola”, na categoria de Inovação em Parceria: Grupos Operacionais.

A Associação de Desenvolvimento Dão Lafões e Alto Paiva (ADDLAP) é a entidade líder do projeto que é desenvolvido em consórcio com o Instituto Politécnico de Viseu, a Universidade de Aveiro e em parceria com cinco empresas e uma associação de produtores da zona centro. Estas entidades vão realizar no dia 20 de janeiro de 2021, pelas 14:00h, o seminário “Waste2Value – Casos de Sucesso de um Grupo Operacional PDR 2020“, para apresentação e discussão dos resultados.

O programa terá duas sessões:
1ª -Comunicação de âmbito geral em áreas científicas para o aproveitamento de subprodutos;
2ª – sessão de Comunicações focadas no projeto Waste2Value e nos resultados aplicados às empresas.

Consulte o Pograma

Comente este artigo
Anterior POSEI assegurado até 2022 mas depois terá corte de 3,9% – Ministra
Próximo Investimento de 534.600€ na Mata do Ramiscal e na Mata do Mezio no Parque Nacional da Peneda-Gerês

Artigos relacionados

Últimas

Reino Unido: Uma cooperativa de frutas frescas trabalha na primeira “Quinta robótica” do mundo

Num esforço para lidar com a futura escassez de mão de obra, a maior cooperativa de
refrigerantes do Reino Unido alocou um orçamento de £ 2,5 milhões para criar a primeira […]

Nacional

AEA promoveu visita de estudo a explorações hortícolas e frutícolas

Decorreu no passado dia 26 de setembro, mais uma sessão de trabalho, destinada a criar mais dinâmica no sector agroalimentar da região, […]

Últimas

Agrobio está a organizar a 2.ª edição do Curso de Poda de Vinha

A Agrobio — Associação Portuguesa de Agricultura Biológica está a organizar a 2.ª edição do Curso de Poda de Vinha, a realizar-se em Ourém, […]