‘Km0 Alentejo – Sabores do Alentejo’ em fase de certificação de produtores, restaurantes, lojas e transformadores

‘Km0 Alentejo – Sabores do Alentejo’ em fase de certificação de produtores, restaurantes, lojas e transformadores

A iniciativa Km0 Alentejo, que tem como principal objetivo potenciar o consumo de produtos agroalimentares de origem local e a produção e transformação dos mesmos na região, encontra-se neste momento na fase de certificação de produtores, restaurantes, lojas e transformadores.

Assim, muito em breve, será possível encontrar o logotipo Km0 na entrada dos estabelecimentos e selecionar restaurantes identificados onde possa consumir diariamente um menu confecionado apenas com produtos locais. Nos mercados, os produtores locais certificados estarão também identificados e as caixas com produtos locais, quer frescos quer transformados, terão a placa Km0. Toda a cadeia de valor está envolvida nesta iniciativa, desde a produção, à transformação, lojas, terminando na restauração.

Pretende-se, assim, contribuir para a diversidade e resiliência dos sistemas alimentares e para a valorização dos produtos locais. Esta iniciativa procura também alertar para a pegada ecológica associada ao consumo energético da produção intensiva convencional, embalagem, transporte e armazenagem dos alimentos produzidos a grande distância do local onde são consumidos.

A certificação, a ser feita pela CERTIS, garante que a distância entre o local de produção e o local de consumo final, não vai além de 50 Km em linha reta e que não há mais do que um intermediário (regras definidas no referencial de certificação Km0 Alentejo).

Recorde-se que a iniciativa KM0 Alentejo surgiu da união de oito entidades regionais (Câmara Municipal de Évora, Universidade de Évora, Entidade Regional de Turismo, Associação Comercial do Distrito de Évora, Núcleo Empresarial da Região de Évora, Fundação Alentejo, Gesamb e SlowFood Alentejo), com coordenação da Universidade de Évora através do MED – Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento (anterior ICAAM), tendo sido oficializada em Março 2019. Embora o Km0 Alentejo tenha começado em Évora, pretende-se chegar a todo o Alentejo.

Neste momento a Imagem/marca está registada e está criada a página http://www.km0alentejo.pt/ .

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Campanário.

Comente este artigo
Anterior Comissária Elisa Ferreira destaca importância de programas de cooperação regionais
Próximo Agrobio vai lançar novos cursos para o mês de Fevereiro

Artigos relacionados

Últimas

Regantes apelam ao desagravamento dos custos da eletricidade no regadio e pedem apoios para uso de energias renováveis

A FENAREG reuniu ontem, 04 de Abril, com o Secretário de Estado da Energia, João Galamba, a quem apelou à implementação de medidas prioritárias de apoio à sustentabilidade energética do regadio, […]

Últimas

Jorge Bacelar, o veterinário-fotógrafo que gosta de fotografar o mundo rural

Ao fim de alguns minutos de conversa, é fácil perceber que há duas coisas que lhe causam um brilho especial no olhar: a paisagem da ria de Aveiro – […]

Nacional

Seguros paramétricos chegam tarde na resposta ao Covid-19

Os paramétricos dariam resposta imediata à falta de liquidez das empresas mas, tal como a vacina neutralizadora do coronavírus, é assunto complexo […]