ISQ promove Agricultura Inteligente através do uso de Satélites

ISQ promove Agricultura Inteligente através do uso de Satélites

O ISQ acaba de lançar “um sistema integrado de suporte à decisão para uma agricultura sustentável que ajuda a realizar ações preventivas, integrando métodos de Observação da Terra via satélite e Data Science”, segundo divulgado em comunicado.

O objetivo é descobrir padrões e correlações em variáveis climáticas e agronómicas, que de outra forma seriam muito difíceis de detetar pela análise humana convencional ou por modelos analíticos, passando assim a ser possível agir contra problemas fitossanitários.

O projeto designa-se “InteliCROP”, está integrado na iniciativa da Agência Espacial Europeias “ESA SMALL ARTES” e é financiado pelo IPN – Instituto Pedro Nunes, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia e ANACOM.

“O ISQ é o único parceiro português do projeto, sendo responsável pela criação e teste de algoritmos de inteligência artificial para analisar dados de satélite. Esta análise tem o objetivo de prever o aparecimento ou a disseminação da xylella no olival, um problema muito crítico nas culturas europeias”, explica Pedro Matias, presidente do ISQ.

O setor agrícola enfrenta vários desafios relacionados com a crescente variabilidade das condições climáticas, diretamente associadas à dinâmica do crescimento das culturas, saúde das mesmas, doenças e efeitos de pragas.

O InteliCROP “vai fornecer recursos e serviços tecnológicos para apoio à decisão com vista a uma agricultura sustentável. Isto é possível ao analisar informações e previsões sobre a produção e a saúde das culturas, com tempo de decisão adequado bem como planos de contingência”, complementa Pedro Matias.

A estrutura de suporte à decisão InteliCROP é desenvolvida integrando as capacidades dos métodos e dados de observação da terra com modelação preditiva a partir de métodos de inteligência artificial, para procurar padrões e correlações em variáveis agroclimáticas específicas, possibilitando o mapeamento de ocorrências agrícolas.

Para o desenvolvimento desta iniciativa e sua dinamização, o ISQ conta com o suporte da CONFAGRI, Herdade do Esporão e IRTA – Instituto Espanhol de Investigação e Tecnologia Agroalimentar.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior José Maria da Fonseca reduz pegada ecológica
Próximo Projeto Europeu NEWBIE lança prémio 2019 para novos empresários Agrícolas

Artigos relacionados

Últimas

Disponível newsletter InfoAnimar de outubro de 2020

A Associação Animar publicou a sua Newsletter InfoAnimar de outubro de 2020 que destaca o parecer da Animar sobre o documento da Visão Estratégica para Plano de Recuperação Económica de Portugal 2020-2030, […]

Últimas

Distribuidora da Macedónia procura fornecedores de carne e peixe congelados

Uma empresa da Macedónia, importadora e distribuidora de vários tipos de produtos alimentares, tais como carne congelada, produtos de carne e peixe congelado, […]

Últimas

A família que construiu uma microcasa (quase) 100% sustentável nos pastos açorianos

Numa freguesia rural de Ponta Delgada, um casal que se mudou para os Açores há seis anos construiu a própria casa, com electricidade, água e saneamento […]