Investimento de €12 milhões faz renascer uma das mais antigas quintas do Douro

[Fonte: Expresso]

A Quinta do Convento de São Pedro das Águias, no Vale do Távora, em Tabuaço, está a renascer no âmbito de um projeto vitivinícola e de enoturismo, com um investimento inicial de 12 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira o promotor.

Esta quinta, que é uma das mais antigas do Douro, foi adquirida pelo cirurgião e enófilo alemão Christoph Kranemann. Nela nascerá o projeto Kranemann Wine Estates, uma aposta nos vinhos de Denominação de Origem Controlada (DOC) Douro e no Vinho do Porto.

“Este projeto representa, numa primeira fase, um investimento de 12 milhões de euros, para aposta em vinhos DOC Douro, Porto e enoturismo, dinamizando a economia local e criando, pelo menos, 50 empregos diretos”, refere uma nota de imprensa.

Os primeiros vinhos da quinta “acabam de ser lançados no mercado e, em breve, avançará a recuperação do mítico Convento de São Pedro das Águias”, construído no século XII e que será valorizado enquanto unidade hoteleira, que terá 25 quartos, acrescenta.

Christoph Kranemann, um cirurgião radicado no Canadá e fundador do Clearview Vision Institute, descobriu a Quinta do Convento de São Pedro das Águias em 2018.

“Casado com uma portuguesa, conhecedor do mundo do vinho e apaixonado pelo Douro, encontrou nesta propriedade a conjugação perfeita das suas paixões: vinho, geologia, história e arquitetura”, explica o comunicado.

Austrália foi uma possibilidade antes de optar pelo Douro

Após ter equacionado estabelecer-se na Austrália enquanto produtor, Christoph Kranemann passou a visitar Portugal em 2004, quando conheceu a sua mulher, descobriu os vinhos e as castas locais e teve uma pequena experiência vitícola no Dão.

Entre as condições particulares dos 150 hectares da quinta estão as exposições solares orientadas a norte e nordeste e altitudes que variam entre os 320 e os 420 metros.

Na quinta, os 27 hectares de vinha (cuja plantação remonta a 1970) partilham espaço com cinco mil oliveiras, árvores de fruto e floresta.

O enólogo Diogo Lopes, que tem um percurso nas regiões de Lisboa, Alentejo e Açores, assumiu a chefia do projeto, contando com a consultoria de Anselmo Mendes e da enóloga residente Maria Susete Melo.

Nos últimos 50 anos, a Quinta do Convento de São Pedro das Águias esteve essencialmente dedicada à produção de vinhos.

Os seus proprietários foram tanto portugueses como estrangeiros: a família Macedo e Pinto, os franceses Paul Vranken e Mauricette Mordant, Patrick Landanger (construtor da moderna adega hoje existente) e os canadianos do Grupo Colt.

Graças ao trabalho preliminar da nova equipa de enologia, a Kranemann Wine Estates está a lançar os primeiros vinhos no mercado, que serão as marcas de referência da casa. São eles os vinhos Quinta do Convento, tinto e branco, que representam as colheitas DOC Douro, e os Kranemann Porto, a marca de referência para a gama de Vinho do Porto, com o lançamento de dois Tawny.

Comente este artigo

O artigo Investimento de €12 milhões faz renascer uma das mais antigas quintas do Douro foi publicado originalmente em Expresso.

Anterior Governo abre concurso para 50 novos centros de educação e formação de adultos
Próximo Incêndios: CDS quer apurar responsabilidades quando a 'kits' de proteção

Artigos relacionados

Últimas

Mais três milhões de euros para agricultores afectados pela seca

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

Até ao dia 24 de Julho, o Governo tem disponíveis mais 3 milhões de euros para apoiar os agricultores em dificuldades por causa da seca. […]

Nacional

Fogos repetem erros de 2017

[Fonte: Expresso]
Presidente da Federação dos Bombeiros de Castelo Branco assegura “pouco ter sido aprendido” com os incêndios de há dois anos. […]

Nacional

Agosto: Índice de preços de produtos agrícolas no produtor sobe 13% nos suínos e 11% nos hortícolas

[Fonte: Agricultura e Mar]
O índice de preços de produtos agrícolas no produtor registou, em Agosto de 2019, […]