“Interior não pode continuar a ser ignorado”, diz Cáritas de Portalegre-Castelo Branco

“Interior não pode continuar a ser ignorado”, diz Cáritas de Portalegre-Castelo Branco

[Fonte: Rádio Renascença]

A Cáritas diocesana já angariou mais de quatro mil euros para ajudar as vítimas dos incêndios de 2019.

O presidente da Cáritas Diocesana de Portalegre–Castelo Branco diz que o interior “não pode continuar a ser ignorado” e a “ser pasto de chamas”.

Numa nota enviada esta segunda-feira à agência Ecclesia, Elicídio Bilé diz que “é necessário que todos estejam empenhados na coesão territorial, como grande objetivo para o desenvolvimento humano, harmonioso, integral e feliz”, observando que as “feridas” dos incêndios de 2017 ainda não estão cicatrizadas.

Depois dos fogos florestais, o bispo de Portalegre-Castelo Branco lamentou que todos os anos os incêndios atinjam de “forma dolorosa muitas localidades da diocese”.

“Não é difícil imaginar quanto desespero e dor isto provoca nas populações, quanto sofrimento, quanta pobreza a curto e a longo prazo”, disse D. Antonino Dias em declarações à agência Ecclesia, a 27 de julho.

Mais de quatro mil euros angariados

A Cáritas informa ainda que até este domingo, 11 de agosto, angariou um total de 4418,61€ para ajuda às vítimas dos fogos florestais do mês passado. Quem quiser pode continuar a contribuir, para o IBAN: PT50.0036.0057.99100143379.08.

Em Diário da República lê-se que o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural reconheceu como “‘catástrofe natural’, o incêndio que atingiu entre os dias 20 e 23 de julho de 2019 diversas freguesias dos municípios de Vila de Rei e de Mação” (n.º 148/2019, 1º Suplemento, Série II de 2019-08-05).

Comente este artigo

<span class="feed-rss-footer">O artigo <a title="“Interior não pode continuar a ser ignorado”, diz Cáritas de Portalegre-Castelo Branco" href="https://rr.sapo.pt/2019/08/12/religiao/interior-nao-pode-continuar-a-ser-ignorado-diz-caritas-de-portalegre-castelo-branco/noticia/161013/?utm_medium=rss" target="_blank" rel="nofollow noopener"><i>“Interior não pode continuar a ser ignorado”, diz Cáritas de Portalegre-Castelo Branco</i></a> foi publicado originalmente em <a href="https://rr.sapo.pt/rss/rssfeed.aspx?section=section_noticias" target="_blank" rel="nofollow noopener">Rádio Renascença</a>.</span>

Anterior Queijadinhas de Barcelos pré-finalista das 7 Maravilhas Doces de Portugal
Próximo Cotações – Suínos – Informação Semanal – 5 a 11 Agosto 2019

Artigos relacionados

Últimas

Geada destruiu culturas em Valpaços

[Fonte:RTP notícias]
Está comprometida, a produção de vinhos e de frutas, este ano, em Valpaços. Os agricultores falam em milhares de euros de prejuízos. A autarquia vai pedir ajuda ao governo.
Veja mais aqui.

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;} […]

Nacional

Uma história de pasmar – António Barreto

[Fonte: Público]
Foi doado mais dinheiro do que era necessário. Parte do dinheiro foi mal gasto, outra parte não foi sequer levantada.
Em Junho de 2017, na região de Pedrógão Grande e municípios vizinhos, um fogo florestal destruiu vidas, fazenda e empresas. […]

Sugeridas

Syngenta forma agricultores e técnicos sobre conservação do solo

A Syngenta realizou a 5 de Julho, em Setúbal, as “Jornadas Sustentabilidade e Conservação do Solo”, partilhando conhecimento sobre boas práticas agrícolas de gestão do solo e qualidade da água. […]