Inovcluster promove produtos agroalimentares portugueses na Dinamarca junto dos principais retalhistas do mercado

Inovcluster promove produtos agroalimentares portugueses na Dinamarca junto dos principais retalhistas do mercado

A InovCluster, Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro, organizou uma ação de promoção na Dinamarca que decorreu entre os dias 31 de outubro e 3 de novembro. Esta ação possibilitou aferir a aceitação do público dinamarquês relativa aos produtos agroalimentares portugueses, bem como apresentar a oferta nacional junto de dois dos principais retalhistas do mercado.

Foram realizadas seis reuniões B2B com potenciais parceiros, que realçaram a imagem e qualidade dos vários apresentados. Foi ainda organizada uma prova de degustação no “Mercado Torvehallerne”, onde foram promovidos vários produtos portugueses de excelência, como o presunto, azeite, azeitonas, conservas, queijos, licores, compotas, presunto, mel, cogumelos e os enchidos. Após o termino da ação foram identificadas cerca de vinte oportunidades de negócio junto dos vários compradores dinamarqueses identificados. Ao longo destes dias foi percebida uma grande aceitação dos produtos portugueses, neste, que é um mercado de extrema exigência, como foco em produtos biológicos e onde ainda se torna difícil encontrar produtos de origem portuguesa nos lineares das superfícies comerciais.

Tendo em conta todas as oportunidades identificadas, a Inovcluster pretende dar continuidade ao trabalho iniciado, através de uma estratégia onde se inclui uma Missão Inversa que irá possibilitar o contacto com as empresas nacionais na primeira pessoa. A ação insere-se no âmbito do projeto AgriExport, uma iniciativa de promoção internacional e de capacitação das PME’s do setor agroindustrial, promovida pelo INOVCLUSTER e ANIMAFORUM com o objetivo de promover o aumento das exportações e a visibilidade internacional de Portugal e financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 795.554,25€, dos quais 676.221,12€ são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Comente este artigo
Anterior Plano Nacional de Regadios avança no início de 2018
Próximo Produtos biológicos e saudáveis ganham mais protagonismo

Artigos relacionados

Nacional

“Sucesso” com queijo de água mineral das Furnas leva à criação de novos produtos

[Fonte: Açoriano Oriental]

Depois do “sucesso alcançado” com a produção de queijo tendo como ingredientes o leite dos Açores e a água mineral azeda do vale das Furnas, a jovem Paula Rego vai lançar no mercado um bombom de queijo.

Apostando na diversificação e inovação, […]

Nacional

Escola de Fuzileiros colabora na preservação da Mata da Machada

[Fonte: Agricultura e Mar]

A Marinha, através da Escola de Fuzileiros, colabora com a Câmara Municipal do Barreiro com o objectivo de limpar a Mata da Machada durante o Verão, local onde os formandos e militares da Marinha realizam vários treinos diariamente.
Esta actividade, […]

Nacional

“As raças autóctones assumem destaque”

[Fonte: Voz do Campo]

“As raças autóctones em Portugal têm assumido ao longo dos anos cada vez maior destaque, não só na produção de carne de qualidade, como também na fixação de pessoas nas zonas mais interiores do país contribuindo desta forma para que a desertificação não seja ainda mais marcante, […]