Incêndios. Suspeito de atear fogo florestal em Abrantes preso preventivamente

Em comunicado, a Procuradoria da Comarca de Santarém afirma que a medida de coação – a mais gravosa – foi aplicada na tarde de terça-feira, após o primeiro interrogatório do detido, dados os “perigos de continuação da atividade criminosa e de alteração da ordem e tranquilidade públicas”.

A procuradoria refere também os antecedentes de alcoolismo, “não resolvidos mesmo após tratamentos de desintoxicação e afetações comportamentais que tinham contribuído para a respetiva aposentação por incapacidade para o serviço público policial”.

O homem é suspeito de ter ateado o incêndio que ocorreu ao princípio da noite de sexta-feira próximo da zona onde reside com o pai, prosseguindo a investigação a cargo da PJ.

O inquérito reporta-se à secção especializada em criminalidade violenta do Departamento de Investigação e Ação Penal de Santarém.

O artigo foi publicado originalmente em Expresso.

Comente este artigo
Anterior Indústria de curtumes lamenta impacto da eliminação da carne de vaca na Universidade de Coimbra
Próximo Golas antifumo: PGR confirma realização de 54 buscas e envolvimento de 200 elementos da PJ

Artigos relacionados

Nacional

Helicóptero cai em Valongo durante combate a incêndio e faz um morto

Um helicóptero da AFOCELCA caiu esta quinta-feira em Sobrado, no concelho de Valongo, no Porto. A aeronave estava no combate a um incêndio que deflagrou por volta das 16:05 naquela zona. […]

Últimas

Festival do Vinho do Douro Superior reafirma identidade da região

O Festival do Vinho do Douro Superior (FVDS) assinala a sua 8.ª edição, com data marcada para os dias 17, 18 e 19 de maio de 2019. […]

Últimas

A próxima reforma da PAC: o triunfo da tecnicidade

[Fonte: ECO] Artigo de opinião de José Diogo Albuquerque.
No fim desta semana a Comissão Europeia (CE) deverá aprovar as propostas para a nova Política Agrícola Comum (PAC) para o próximo quadro pós 2020. […]