Incêndios. Suspeito de atear fogo florestal em Abrantes preso preventivamente

Em comunicado, a Procuradoria da Comarca de Santarém afirma que a medida de coação – a mais gravosa – foi aplicada na tarde de terça-feira, após o primeiro interrogatório do detido, dados os “perigos de continuação da atividade criminosa e de alteração da ordem e tranquilidade públicas”.

A procuradoria refere também os antecedentes de alcoolismo, “não resolvidos mesmo após tratamentos de desintoxicação e afetações comportamentais que tinham contribuído para a respetiva aposentação por incapacidade para o serviço público policial”.

O homem é suspeito de ter ateado o incêndio que ocorreu ao princípio da noite de sexta-feira próximo da zona onde reside com o pai, prosseguindo a investigação a cargo da PJ.

O inquérito reporta-se à secção especializada em criminalidade violenta do Departamento de Investigação e Ação Penal de Santarém.

Continue a ler este artigo no Expresso.

Comente este artigo
Anterior Indústria de curtumes lamenta impacto da eliminação da carne de vaca na Universidade de Coimbra
Próximo Golas antifumo: PGR confirma realização de 54 buscas e envolvimento de 200 elementos da PJ

Artigos relacionados

Notícias apoios

Mau tempo: Agricultores de Castelo Branco reivindicam declaração de estado de calamidade

A Associação Distrital de Agricultores de Castelo Branco (ADACB) reivindicou hoje a declaração de estado de calamidade pública e exigiu a […]

Últimas

Congresso Frutos 2020: “Inovação e Estratégia para a Fruticultura Nacional” – 10 de dezembro

No dia 10 de dezembro decorrerá o Congresso de Fruticultura da Feira Frutos 2020 “Inovação e estratégia para a fruticultura nacional”. Este evento, dedicado à fruticultura, tem como objetivo […]

Notícias fitofarmacêuticos

Manifestação dos afectados do Distrito de Coimbra  pelos prejuízos causados  pelos incêndios

O Governo anuncia publicamente milhões de ajuda para os lesados com prejuízos na agricultura causados pelos incêndios  entre  Julho e Outubro de 2017,  […]