Incêndios: Polícia Judiciária detém ex-bombeiro suspeito de atear fogo em Condeixa-a-Nova

Incêndios: Polícia Judiciária detém ex-bombeiro suspeito de atear fogo em Condeixa-a-Nova

O Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Coimbra colaborou na investigação que conduziu à detenção do homem, acusado de ter usado “chama direta” para iniciar um incêndio numa zona florestal de eucaliptos e mato, junto a uma central fotovoltaica e próximo de habitações.

O incêndio consumiu uma área de 1.500 m2 e teria tido “proporções mais gravosas”, caso “não tivesse havido uma rápida intervenção dos bombeiros”, relatam as autoridades.

“A atuação do suspeito colocou em perigo a integridade física e a vida de pessoas, bem como habitações, a grande mancha florestal e a central fotovoltaica”, refere a PJ de Coimbra.

O detido foi presente hoje a um primeiro interrogatório judicial, tendo sido sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

Continue a ler este artigo no SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Balanço Faunos: 44 patrulhas vigiam 46000 km por semana
Próximo Atenção: Inspeção obrigatória de pulverizadores

Artigos relacionados

Sugeridas

Início da Escola de Queijeiros: esta atividade permite dar visibilidade e notoriedade à produção de queijos com D.O.P.

Sessão Solene de Abertura decorreu na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco e contou com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa. […]

Últimas

Incêndio em anexo agrícola provocado por faísca de trator

Agricultor de Couços, em Oliveira de Frades, ficou sem máquinas agrícolas e sem a palha […]

Últimas

Autoeuropa negoceia criação de um Clube de Fornecedores

A Bosch foi a multinacional que deu o tiro de partida do Clube de Fornecedores. Uma iniciativa que visa gerar novas parcerias com pequenas e médias empresas nacionais, […]