Incêndios: Monchique pede investimento no reordenamento do território – autarca

Incêndios: Monchique pede investimento no reordenamento do território – autarca

Em declarações à Renascença, o autarca ​Rui André fala em avanços tímidos, depois do grande incêndio de 2018, e defende que o reordenamento do território é fundamental para travar os fogos.

O grande incêndio voltou esta semana a ameaçar Monchique, mas a Proteção Civil do concelho algarvio atuou por prevenção para tentar impedir o avanço das chamas para a sua área. A estratégia é referida pelo autarca Rui André, em declarações à Renascença.
No entanto, travar os fogos e outras catástrofes naturais passa polo ordenamento do território, transformação da paisagem, com presença humana, agricultura, floresta autóctone de produção, defende o presidente da Câmara de Monchique.

Rui André exige a colaboração com os proprietários e, acima de tudo, coragem política.

“As catástrofes são bons momentos de mudança”

É preciso fazer um ordenamento do território, criar uma paisagem resiliente com um mosaico que permita a descontinuidade das espécies e da vegetação, para que […]

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Veterinário municipal sabia de abrigo onde morreram animais - PAN
Próximo Vinho em lata chega agora à marca exclusiva do Lidl

Artigos relacionados

Dossiers

Café dos Açores é uma “cultura com grande interesse comercial”

A área de produção de café nos Açores registou nos últimos quatro anos um crescimento de 40%. Um dos segredos mais bem guardados da região, e o […]

Nacional

Incêndios: Grupo de trabalho prepara projeto agroflorestal para Vila de Rei, Sertã e Mação

“O grupo de trabalho envolve desde já o Ministério da Agricultura e o Ministério do Planeamento. Iremos procurar que também os Ministérios da Economia e do Ambiente possam associar-se e as três câmaras municipais, […]

Últimas

Incêndios: GNR de Vila Real identificou 68 suspeitos e deteve cinco em 2021

Dois homens foram identificados por incêndio florestal em duas situações distintas, no distrito de Vila Real, anunciou hoje a GNR, que este ano já identificou 68 suspeitos e […]