Incêndios. Militares patrulham áreas florestais mais sensíveis até 30 de setembro

Incêndios. Militares patrulham áreas florestais mais sensíveis até 30 de setembro

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Mercadona investe €260 milhões em Portugal e promete mais
Próximo Equipa que projetou bengala eletrónica para pessoas com Parkinson ganha concurso em Coimbra

Artigos relacionados

Últimas

Quinto dia de greve dos motoristas começa com menos um sindicato em protesto

[Fonte: SAPO 24] A greve dos motoristas de matérias perigosas entra hoje no quinto dia, depois de um dos dois sindicatos que convocaram a paralisação ter desconvocado o protesto. […]

Nacional

Investigação liderada por português conclui que combate a incêndios “não resolve problema”

Investigadores de regiões com clima mediterrânico, incluindo de Portugal, concluíram que os investimentos feitos no combate aos incêndios florestais […]

Últimas

Não eutanasiem…a (centenária) DGAV – Nuno Vieira e Brito

Esta política de bem-estar animal e enquadramento legislativo deveria ser monitorizada através de uma Provedoria do Animal, na dependência orgânica de num ministério ligado à Presidência ou à […]