Incêndios: Costa apela aos portugueses para não baixarem a guarda

Incêndios: Costa apela aos portugueses para não baixarem a guarda

O primeiro-ministro, António Costa, apelou hoje aos portugueses para que não baixem a guarda em relação à prevenção dos riscos de fogos rurais, que se juntam ao contexto de pandemia de covid-19.

“O apelo que gostaria de fazer a todas e todos os portugueses é que, apesar de dias anómalos para o que é normal em agosto, não esquecer que não podemos baixar, também na prevenção de riscos de incêndio, a guarda. Tal como é fundamental usarmos máscara, lavarmos constantemente as mãos, é absolutamente fundamental evitar todos os comportamentos de risco que possam criar riscos de incêndio”, sublinhou.

Costa prestava declarações aos jornalistas após presidir à reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional (CCON) da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), na sede de Carnaxide.

O chefe do Governo recordou que “o passado mês de julho foi o mais quente desde 1931”. “Todos não somos de mais para sermos também agentes da Proteção Civil”, vincou.

“Como já vimos este ano, os riscos tiram mesmo a vida e já houve quatro bombeiros e um piloto que perderam a vida”, lamentou ainda.

Comente este artigo
Anterior Moçambique destaca equipas de vigilância para zonas de risco face a praga de gafanhotos
Próximo Prevenção de fogos na região Centro à boleia do cancioneiro tradicional

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Ovinos e Caprinos – 9 a 15 de agosto 2021

Na semana em análise as cotações médias nacionais dos borregos analisados, de <12 kg, 22-28 kg e de >28 kg mantiveram-se estáveis em relação à semana anterior. […]

Últimas

ADVID e CoLAB VINES&WINES lançam o SustainWine

Apresentamos o programa SustainWine, um programa de educação ambiental através do qual pretendemos consciencializar a população sobre o nosso património natural e promover o […]

Nacional

OE 2022: prioridades do próximo ano para o setor da Agricultura

O Governo, o âmbito da apresentação do Orçamento de Estado para 2022, dá a conhecer as prioridades da área governativa da Agricultura para o próximo ano: […]