IFAP: Pagamentos setembro 2020

IFAP: Pagamentos setembro 2020

Durante o mês de setembro de 2020, o IFAP procedeu a pagamentos* num montante total de cerca de 72,1 milhões de euros, dos quais se destacam os seguintes:

FEAGA

  • Seguro Vitícola de Colheitas – 2,5 milhões de euros
  • Ações de Melhoria da Produção e Comercialização de Mel – 1,4 milhões de euros
  • Promoção de Vinho em Mercados de Países Terceiros – 3,4 milhões de euros
  • Fundos Operacionais – Frutas e Produtos Hortícolas – 3 milhões de euros
  • Armazenagem de Vinho em Situação de Crise – 1,7 milhões de euros
  • POSEI
    • Abastecimento – 2,9 milhões de euros

FEADER

  • PDR 2020
    • Investimento – 20,8 milhões de euros
    • Manutenção Ativid. Agrícola em Zonas Desfavorecidas – 2,2 milhões de euros
  • PRORURAL+
    • Manutenção Ativid. Agrícola em Zonas Desfavorecidas – 5,8 milhões de euros
    • Pagamentos Agro-Ambientais – 7,9 milhões de euros
  • PRODERAM 2020
    • Investimento – 1,1 milhões de euros

 

FEAMP

  • MAR 2020 – 2,9 milhões de euros

MEDIDAS COVID-19

FEADER

  • PDR 2020
    • Investimento – 4,5 milhões de euros
  • PRORURAL+
    • Investimento – 953 mil euros
  • PRODERAM 2020
    • Investimento – 179 mil euros

* Valores previsionais.

IFAP: Pagamentos agosto 2020

O artigo foi publicado originalmente em IFAP.

Comente este artigo
Anterior PDR2020: Assistência Técnica PDR2020
Próximo Reembolso da disciplina financeira - campanha 2018

Artigos relacionados

Últimas

Universidade da Madeira integra projeto internacional sobre cultura da oliveira

O Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo – Polo Madeira (CITUR-Madeira) integra projeto internacional para a sensibilização da população sobre a importância do património vivo. […]

Dossiers

Oferta de emprego – Enólogo – Mesão Frio

A Quinta de São Bernardo, localizada em Barqueiros, Mesão Frio, está neste momento a selecionar candidatos para integrar a sua equipa de Enologia, com os seguintes requisitos: […]

Sugeridas

Floresta: “Vamos propor uma lei que permita intervir, independentemente de quem for o proprietário”

A população rural, que nos anos 60 do século XX representava 60% do total, reduziu-se para 5% na actualidade. […]