Hubel Verde aposta em soluções biotecnológicas para a agricultura e inaugura filial em Alpiarça

Hubel Verde aposta em soluções biotecnológicas para a agricultura e inaugura filial em Alpiarça

A Hubel Verde inaugurou, a 26 de Janeiro, as instalações requalificadas da sua filial de Alpiarça, numa cerimónia onde estiveram presentes cerca de 200 convidados, entre os quais a Diretora Regional de Agricultura e Pescas de Lisboa e Vale do Tejo e o Presidente da Câmara Municipal de Alpiarça.

João Caço, diretor executivo da Hubel Verde, posicionou a estratégia da empresa para os próximos anos, que passa pela «aposta em ferramentas biotecnológicas e de nanotecnologia para uma gestão integrada dos nutrientes necessários ao reforço do rendimento das culturas, mas com menor impacto para o ambiente». A reintrodução de micro-organismos benéficos, como trichodermas e micorrizas, a utilização de auxiliares que ajudem a proteger as plantas sem introduzir químicos no ambiente e a proteção dos solos agrícolas são prioridades para a Hubel Verde.

A assessoria agronómica certificada, que visa a maximização da produção e redução do risco dos agricultores, é outra área onde a Hubel Verde está a reforçar a sua atuação. Entre os serviços de apoio à decisão, prestados pelos 18 técnicos comerciais da empresa em todo o país, destacam-se as análises de seiva no campo, que informam do estado nutricional das plantas e alertam para eventuais correções, e as soluções de monitorização e controlo da rega (monitorização a várias profundidades e em contínuo da humidade do solo), entre outros serviços.

A requalificação das instalações em Alpiarça, aliada a um serviço logístico de proximidade, permite à da Hubel Verde aumentar a capacidade de resposta aos agricultores do Ribatejo, do Oeste e do Alto Alentejo. O investimento implicou um reforço da capacidade de armazenamento de adubos líquidos, (totalizando 560 m3), a criação de um armazém autorizado para venda de fitossanitários (400 m2), um armazém de adubos sólidos e outros consumíveis (800 m2) e um armazém para complementos de nutrição vegetal (400 m2).

«Em 2017, a Hubel Verde comercializou perto de 20.000 toneladas de adubos líquidos, e cerca de 7.000 toneladas de adubos sólidos, com base numa estratégia de crescimento sustentável e com objetivos bem definidos», revelou a administradora do Grupo Hubel, Isabel Gonçalves, que apresentou também as restantes empresas do grupo.

A Hubel Positive Lightning é a mais recente empresa do grupo Hubel, ligada à agricultura digital. Entre as ferramentas criadas e comercializadas por esta nova companhia encontra-se a plataforma e App FulgurIT, que disponibiliza informação integrada online, como sejam resultados e históricos de análises realizadas, onde se incluem as análises de seiva, ou informação recebida de sensores instalados nas parcelas agrícolas, e também permite monitorizar em tempo real a fertirrega e a programação das regas.

Comente este artigo
Anterior Faltam 7 dias para o Colóquio Nacional do Milho
Próximo Principais vantagens e desafios do Grupo Nacional Certificação de Matas

Artigos relacionados

Últimas

Portugal integra projeto europeu com 7 ME para aumentar resiliência da agricultura

Portugal integra o projeto europeu MIXED, que pretende encontrar soluções para os sistemas agro silvo pastoris, aumentando a resiliência da agricultura, com um orçamento total de sete milhões de […]

Nacional

“As desgraças aqui nunca vêm sós”. Depois do furacão Lorenzo, agricultores temem efeitos do coronavírus nos Açores

Seis meses depois da passagem do furacão Lorenzo, os agricultores da ilha das Flores esperavam recuperar com a chegada da primavera, mas temem […]

Dossiers

Los precios de los corderos permanecen invariables


Semana de transición y sin cambios en los precios de los corderos. La escasez de animales en campo se equilibra con el bajo consumo. […]