Há autarquias que continuam sem planos de defesa da floresta contra incêndios

Há autarquias que continuam sem planos de defesa da floresta contra incêndios

[Fonte: Rádio Renascença]

Já foi aprovado, mas só no final do ano é que o Plano de Defesa da Floresta Contra Incêndios da Póvoa de Lanhoso deverá entrar em vigor. A autarquia culpa a burocracia inerente ao processo pela demora na implementação do plano que começou a ser revisto há seis anos.

“Se na minha opinião é tarde? É sempre tarde, porque o plano em vigor é de 2017 e está desatualizado. Iniciámos o processo de revisão em 2013. Estamos em 2019. O processo é longo”, lamenta o vereador da Proteção Civil, André Rodrigues.

Até lá e, depois da aprovação do PDFCI em fevereiro, segue-se a discussão pública, as deliberações nos órgãos municipais (câmara e assembleia municipais) e “só, depois, é publicado em Diário da Republica e entra em funcionamento”, explica o responsável. “Em principio só no fim do ano é que entrará em vigor”.

Para trás, ficam os chumbos do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas às propostas apresentadas pelo município da Póvoa de Lanhoso. Em causa, explica André Rodrigues, esteve “a delimitação das áreas de perigosidade” impostas pelo ICNF.

“O PDFCI é importante? É. Contudo também tem de ir ao encontro das populações e não pode colocar demasiadas restrições ao que é a urbanização de um concelho”, reclama o vereador.

Nada que coloque em causa a segurança de bens e de pessoas, diz o responsável que garante que, apesar do plano não estar ainda em vigor, “a autarquia está a respeitar todas as regras”.

Comente este artigo

O artigo Há autarquias que continuam sem planos de defesa da floresta contra incêndios foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Mais de 600 fogos registados na última semana
Próximo Agricultores de Pombal querem apoios para combater prejuízos causados por javalis

Artigos relacionados

Nacional

Empresa albanesa de produção e processamento de azeitonas procura parceiros

[Fonte: Agricultura e Mar]

Uma empresa albanesa que actua na apanha, conservação, embalagem e comercialização de diversos produtos alimentares,e tem como principal actividade a produção e processamento de azeitonas, […]

Nacional

Governo decreta serviços mínimos e declara preventivamente estado de emergência energética

[Fonte: SAPO 24]

Os serviços mínimos serão de 100% para abastecimento destinado à REPA – Rede de Emergência de Postos de Abastecimento, […]

Nacional

Balanço da vindima de 2017 na Região Demarcada do Douro

Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP) apresenta dados de produção deste ano.
Na Região Demarcada do Douro (RDD) registam-se aumentos generalizados na produção, […]