Governo dos Açores abre aviso para cessação de atividade agrícola e instalação de jovens agricultores

Governo dos Açores abre aviso para cessação de atividade agrícola e instalação de jovens agricultores

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, afirmou hoje que será aberto um aviso específico destinado aos jovens que se queiram instalar pela primeira vez na Agricultura nos Açores e beneficiem da passagem de terras ou explorações agrícolas no âmbito o regime jurídico da Cessação da Atividade Agrícola.

“O Governo dos Açores reconhece a necessidade de avançar com a abertura de um aviso especificamente para situações em que haja a passagem de terras ou explorações para jovens que ainda não estão instalados no setor agrícola e se queiram instalar”, referiu João Ponte, antes da reunião com o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita.

“O apoio à Cessação da Atividade Agrícola, cujas candidaturas estão a decorrer até ao final de novembro, é uma das medidas em curso da reestruturação do setor leiteiro nos Açores e tudo o que possamos fazer para que mais agricultores queiram aderir é, certamente, positivo”, considerou João Ponte.

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, que hoje dedicou o dia à diversificação agrícola, visitou uma exploração de produção de maracujá, no concelho da Ribeira Grande, cuja fruta é certificada como Denominação de Origem Protegida (DOP) e é comercializada dentro e fora da Região, visitando depois uma exploração de produção de batata.

Já no mercado agrícola de Santana, que ocorre todas as quintas-feiras, João Ponte contactou com produtores e constatou a diversidade e qualidade dos produtos agrícolas locais, alegando tratar-se de um local onde está bem espelhada aquilo que produzimos e o potencial que temos ainda por aproveitar quer para substituir importações quer para reforçar as nossas exportações.

“A verdade é que o setor da diversificação agrícola nos Açores tem vindo a crescer. Só na atual legislatura a área afeta à diversificação agrícola cresceu 40%”, revelou João Ponte, acrescentando que “25% dos jovens que entraram para o setor, nesta legislatura, dedicaram-se à diversificação agrícola”.

João Ponte terminou este dia dedicado à diversificação agrícola visitando uma exploração de produção de vinho, no concelho de Vila Franca do Campo.

 

 

GaCS/RM

Comente este artigo
Anterior Governo aprova medidas de proteção contra as pragas dos vegetais e fitossanidade
Próximo 2019 foi um dos três anos mais quentes e a última década a mais quente desde que há registo

Artigos relacionados

Comunicados

Fundo de investimento privado para a floresta já tem luz verde para avançar

O Portuguese Forest Fund é uma iniciativa da Lynx Asset Managers, da Smart Forest e da Crowe. […]

Nacional

Incêndios: Governo prevê “arrendamento forçado das terras” caso proprietários não colaborem

Os incêndios que ultrapassem a dimensão de 500 hectares vão resultar num plano de recuperação das áreas ardidas, prevendo-se que o Estado proceda […]

Últimas

Autarca de Viseu quer que Governo assuma construção de uma nova barragem

O presidente da Câmara Municipal de Viseu exortou na quinta-feira o Governo a avançar com a construção da nova barragem de Fagilde, […]