Governo assegura que não há “qualquer alerta” do setor devido a armazenagem de azeite

Governo assegura que não há “qualquer alerta” do setor devido a armazenagem de azeite

[Fonte: Observador] O mercado do azeite sofreu um rombo pela quebra nos preços em Portugal e Espanha e a Comissão Europeia adoptou uma medida excecional para o armazenamento, mas “sem alerta” para Portugal.

O Ministério da Agricultura defendeu esta quarta-feira, em resposta à Lusa, que não se regista “qualquer alerta” do setor relativamente à armazenagem de azeite, adotada por Bruxelas, para estabilizar os preços, e antecipou que a próxima campanha deverá ser boa.

“O Ministério da Agricultura não regista qualquer alerta por parte do setor, que está de acordo com a abertura da armazenagem privada, com vista à estabilização dos preços”, lê-se na resposta enviada à Lusa. Porém, o Governo garantiu estar em “permanente contacto” com os representantes do setor e disse que irá agir conforme as necessidades.

Na segunda-feira, a Comissão Europeia adotou uma ajuda excecional para o armazenamento privado de azeite virgem, para equilibrar os mercados devido à quebra dos preços deste produto, nomeadamente, em Portugal e Espanha.

De acordo com o ministério tutelado por Maria do Céu Albuquerque, embora a situação de preços e ‘stocks’ não seja, atualmente, similar entre Portugal e Espanha, a medida em causa “é prudente”, de modo a prevenir uma “quebra no mercado dos principais países fornecedores da União Europeia.

“No âmbito do acompanhamento dos mercados agrícolas, o Ministério da Agricultura faz a devida monitorização do setor, quer em termos da evolução da produção, quer ao nível dos preços no produtor, valores que são reportados semanalmente, e sempre que existam, para os serviços da Comissão Europeia”, explicou o Governo.

Assim, no mercado nacional, a produção da campanha 2018/2019 caiu 26% face à campanha anterior, no entanto, “as previsões para 2019/2020 apontam para uma boa campanha, 40% superior à anterior”.

Já no que se refere aos preços, verifica-se, desde julho, uma baixa de 2,50 euros por quilograma (kg) para 2,22 euros por Kg em setembro.

Conforme indicou o Ministério da Agricultura, ao nível do mercado europeu, a produção na última campanha foi inferior em todos os Estados-membros, exceto em Espanha, enquanto os ‘stocks’ finais “têm vindo a ser revistos em alta, bastante acima da média dos últimos cinco anos”.

Os contratos para auxílio ao armazenamento privado cobrem um período de 180 dias e as candidaturas podem começar a ser apresentadas no próximo dia 21.

Portugal, Espanha, França, Grécia, Itália, Croácia, Chipre, Malta e Eslovénia são os países cujos produtores de azeite virgem podem candidatar-se.

Na segunda-feira, a Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) defendeu que a ajuda excecional para o armazenamento privado de azeite é uma medida “positiva” e necessária.

“Esta medida, embora temporária, poderá aliviar a pressão sobre a os preços, ainda que, dado que se trata de uma intervenção temporária, o seu efeito esteja dependente do comportamento que os mercados irão ter, nomeadamente ao nível da exportação”, defendeu, na altura, em resposta à Lusa, o secretário-geral da CAP, Luís Mira.

Para a CAP, esta é “uma medida positiva, que se impunha pôr em execução”, tendo em conta a conjuntura europeia.

Por seu turno, a Casa do Azeite vincou que a armazenagem não deixa de ser uma “medida artificial”, embora espere resultados, e defendeu que o equilíbrio deve fazer-se através do consumo.

Comente este artigo
Anterior Estrangeiros muito interessados no vinho e no azeite
Próximo A Agrovete escolhe, ensaia, multiplica e disponibiliza as melhores variedades aos agricultores

Artigos relacionados

Últimas

Lusoflora . Competitividade da Horticultura Ornamental

A Associação Portuguesa de Produtores de Plantas e Flores Naturais (APPPFN), irá realizar a 32ª edição da Lusoflora, que terá lugar a 22 e 23 de fevereiro de 2019, […]

Nacional

Ministro da Agricultura: “Tenho ouvido acusações ao olival completamente estapafúrdias”

O ministro da Agricultura garante que, dentro de quatro anos, se conhecerão os proprietários e os limites das propriedades do país. […]

Nacional

Carne de laboratório ganha textura parecida com a da carne natural

Fibras gelatinosas desenvolvidas em laboratório, um dos ingredientes da carne artificial desenvolvida por uma equipa da Universidade de Harvard

Um dos grandes desafios no desenvolvimento de carne em laboratório é […]