GNR intensifica patrulhamento nas explorações agrícolas de todo o país

GNR intensifica patrulhamento nas explorações agrícolas de todo o país

Durante a operação “Campo Seguro”, os agentes vão providenciar às comunidades rurais, principalmente aos agricultores, acções de sensibilização de modo a adoptarem medidas de prevenção e protecção contra furtos e acidentes com veículos agrícolas.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) vai aumentar o patrulhamento nas explorações agrícolas em todo o país, entre 15 de Novembro e 31 de Janeiro, para prevenir a criminalidade, acidentes com tractores e tráfico de seres humanos, foi anunciado esta quinta-feira.

Em comunicado, a GNR indica que durante a operação “Campo Seguro”, os agentes vão providenciar às comunidades rurais, principalmente aos agricultores, acções de sensibilização e informação de modo a adoptarem medidas de prevenção e protecção contra furtos, “especialmente de produtos agrícolas, como a castanha e a azeitona, mas também de cobre e outros metais não preciosos”.

Segundo esta força policial, devido ao número de acidentes com vítimas mortais que envolvem veículos agrícolas, os militares vão também tentar consciencializar os condutores dos tractores e das máquinas agrícolas das regras de segurança que devem adoptar quando estão a utilizar os veículos, “dando primazia ao contacto pessoal”.

A GNR vai ainda desenvolver acções de policiamento de proximidade e de fiscalização para garantir a segurança das várias campanhas agrícolas que irão decorrer, disponibilizando militares de “diferentes valências policiais, nomeadamente, dos Comandos Territoriais, do Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente, da Investigação Criminal e da Unidade de Acção Fiscal, existindo ainda um reforço do patrulhamento a cavalo”.

No comunicado é referido que para combater a criminalidade transfronteiriça, as acções de fiscalização vão ser feitas em conjunto com a Guardia Civil de Espanha.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Público .

Anterior Conclusões do projeto EntoValor: insetos na alimentação animal tornam setor mais sustentável
Próximo Seminário “O recurso solo: relevância para Portugal” - 5 de dezembro - Oeiras

Artigos relacionados

Últimas

Boas práticas agrícolas para acabar com o trabalho infantil

Desde 2011 que a Philip Morris Internacional tem vindo a implementar o Código de Boas Práticas Agrícolas com o intuito de eliminar o trabalho infantil nas plantações de tabaco e promover condições dignas de trabalho e habitabilidade para os seus agricultores. […]

Opinião

Inovação e tecnologia na produção de alimentos – António Lopes Dias

Este é o tema dos Simpósios Anipla 2017, com o primeiro já realizado, no dia 23 de Março, […]

Sugeridas

Pedido Único 2019

O período de apresentação das candidaturas ao Pedido Único de Ajudas (PU) de 2019 decorre desde o dia 1 de fevereiro até ao dia 30 de abril. […]