Freshfel apela ao incremento da promoção do consumo de hortofrutícolas frescos

Freshfel apela ao incremento da promoção do consumo de hortofrutícolas frescos

A Freshfel (Associação Europeia de Hortofrutícolas Frescos) disponibilizou recentemente a edição de 2019 do “Monitor de Consumo” (“Consumption Monitor”), que analisa as tendências de produção, comércio, fornecimento e consumo de frutas e legumes frescos da União Europeia a 28 (UE28). O documento de 148 páginas reúne dados desde 2012 a 2017 e o panorama aí traçado pede atenção e cautela, com a Freshfel a afirmar que «deve continuar a ser fortemente encorajado o aumento do número de iniciativas públicas e privadas para estimular o consumo».

O “Monitor de Consumo” indica que, desde 2013, o consumo destes produtos «voltou a subir muito lentamente» após uma tendência assinalável de redução desde a viragem do século. Porém, verificou-se um «decréscimo muito ligeiro de 2016 para 2017» no consumo.

Acresce a isto que o valor agregado para a União Europeia «ainda se mantém abaixo da recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS)» de se consumir pelo menos 400 gramas (g) de frutas e legumes per capita por dia. O valor agregado registado na UE28 é de 348 g por dia per capita, o que representa uma ligeira diminuição de 1,1% face a 2016, mas um acréscimo de 2,4% em comparação com a média dos cinco anos anteriores (2012-2015). A Freshfel considera que «este aumento do consumo ao longo dos últimos quatro anos consecutivos é, esperançosamente, um sinal positivo de uma consciência crescente da importância das frutas e dos legumes na dieta diária e deve encorajar tanto o sector público como o sector privado a intensificar os esforços para promover o consumo» destes produtos.

Em 2017, os cidadãos europeus consumiram, em média, 192 g de fruta fresca e 156 g de legumes frescos por dia. No caso da fruta, o consumo baixou 2,6% relativamente a 2016, mas subiu 2% face ao consumo médio do período 2012-2016. Quanto ao consumo de legumes, cresceu 0,7% em comparação com 2016 e teve um incremento de 3% relativamente ao período 2012-2016.

Para fortalecer o impulso da tendência geral de crescimento do consumo na UE, a Freshfel, em parceria com a Agência para a Investigação e Informação em Frutas e Legumes (Aprifel), lançou em Julho último uma campanha de informação e promoção de produtos agrícolas. A campanha “Follow me to be healthy, with Europe” visa encorajar o aumento do consumo de frutas e legumes, sobretudo na faixa dos 18 a 30 anos de idade, para um mínimo de 400 g por dia, é sustentada nas redes sociais e é co-financiada pela Comissão Europeia.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior Nervir com produtores Soul Wines em Moscovo
Próximo REGIME JURÍDICO DO REGISTO CENTRAL DO BENEFICIÁRIO EFETIVO (RCBE)

Artigos relacionados

Últimas

Furacão Lorenzo – Açores – 3

-> 3ª actualização
**SITUAÇÃO DE RISCO EXTREMO**
O Furacão Lorenzo é neste momento um ciclone de categoria 4 posicionado a noroeste de Cabo verde. […]

Nacional

Azores Wine Company recebe prémio Produtor Revelação do Ano 2016 pela Revista Wine – a Essência do Vinho

A Azores Wine Company foi considerada o Produtor Revelação do Ano 2016 pela Revista Wine – a Essência do Vinho, […]

Últimas

Parceiros sociais e Governo em sintonia na Concertação Social sobre orçamento da UE

Parceiros sociais e Governo, à saída de uma reunião extraordinária esta segunda-feira da Comissão Permanente de Concertação Social, em Lisboa, revelaram sintonia quanto à […]