França estabelece distância mínima de 20 metros entre campos tratados com pesticidas e residências

O governo francês estabeleceu uma distância mínima de 20 metros entre residências e áreas agrícolas em que são utilizados alguns pesticidas mais perigosos, anunciou sexta-feira, 20 de Dezembro, o Ministério da Transição Ecológica e Inclusiva de França.

Para os outros pesticidas, a distância será de 10 metros para culturas altas, como, por exemplo, videiras, árvores e arbustos ou frutas pequenas. A distância de 5 metros diz respeito às chamadas culturas baixas, como vegetais. Essas distâncias correspondem às recomendações da Agência Francesa de Segurança da Saúde (ANSES) anunciadas em Junho passado.

Em vigor a 1 de Janeiro de 2020

Estas medidas entram em vigor já a 1 de Janeiro de 2020, excepto para as culturas semeadas antes dessa data, para as quais as distâncias de segurança entrarão em vigor em 1 de Julho de 2020 (excepto para os pesticidas mais perigosos).

Os pesticidas mais perigosos são aqueles que contêm as substâncias consideradas as mais tóxicas e das quais o governo francês elaborou uma lista.

França dá apoio de 25 M€

O governo francês vai apoiar os agricultores na implantação destas medidas com 25 milhões de euros para “apoiar financeiramente a compra de equipamentos para aplicação de produtos fitossanitários mais eficientes”, segundo o Ministério da Transição Ecológica e Inclusiva de França.

Além disso, a proibição do uso de produtos fitossanitários em ambiente não agrícola, em locais abertos ou directamente acessíveis ao público será alargada “em particular aos condomínios e espaços privados acessíveis ao público”.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Caudal do Mondego acima do nível de segurança. Montemor-o-Velho acciona Plano de Emergência
Próximo Escola Superior Agrária de Coimbra promove 6.ª Edição do Curso de Fogo Controlado

Artigos relacionados

Nacional

Prémio Nacional de Agricultura distingue êxitos no setor

Prestes a celebrar 101 anos, a Cerealis é a grande empresa de 2019, enquanto o mel português recebeu o prémio de produto de excelência e a empresária do setor dos vinhos Leonor Freitas, […]

Últimas

Los precios del porcino de capa blanca siguen sin cambios


Se mantiene la estabilidad en el mercado porcino otra semana más, con un incremento de peso de los animales por la recuperación estacional, […]

Sugeridas

Olival: “Os Verdes” querem travar a colheita noturna de azeitona

Já deu entrada na Assembleia da República o Projeto de Lei do Partido Ecologista “Os Verdes” e que visa impedir a colheita mecanizada noturna de […]