Fogos rurais consumiram mais de 11 hectares no primeiro semestre

Fogos rurais consumiram mais de 11 hectares no primeiro semestre

Até 30 de junho ocorreram 3638 incêndios rurais que consumiram 11 030 hectares de área. O mês de março foi o que teve mais ignições.

Os incêndios rurais consumiram no primeiro semestre deste ano 11 030 hectares de território, o quarto valor mais elevado em área ardida desde 2011 no período em apreço.

No total, de acordo com o relatório provisório relativo ao semestre, apresentado esta quarta-feira, ocorreram 3628 incêndios, o terceiro valor mais reduzido desde 2011.

No entanto, os dois valores são inferiores à média dos últimos dez anos: 5845 incêndios (menos 38%) e 17 144 hectares (menos 36%).

Nuno Banza, do Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, sublinhou que “nem sempre os resultados do primeiro semestre acompanham a tendência do ano”. Tendo em conta a média da década, prosseguiu o presidente do ICNF, o número de incêndios “é baixo” tendo o período beneficiados de uma de “meteorologia benigna”.

A distribuição mensal, não é diferente das dos últimos anos, em março (1285) e junho (1023) ocorreram mais incêndios. Em termos de território, dos mais de 11 mil hectares, a área ardida mais significativa concentrou-se em janeiro (1699 hectares) e em março (6688).

Continue a ler este artigo no Jornal de Notícias.

Comente este artigo
Anterior Incêndios: Área ardida no primerio semestre é a quarta maior desde 2011
Próximo CNA contesta proposta do Governo sobre os apoios aos cereais

Artigos relacionados

Últimas

Covid-19: Agricultores de Castelo Branco reivindicam apoio que se adapte à realidade agrícola

A Associação Distrital de Agricultores de Castelo Branco (ADACB) considera que a linha de apoio a micro e pequenas empresas por causa da pandemia de covid-19 não se adapta à realidade agrícola e […]

Últimas

No rescaldo do IX Congresso Nacional de Suinicultura FPAS anuncia novo evento


O pontapé de saída para a 25.ª Feira Nacional do Porco foi dado hoje, 14 de maio, com a assinatura do protocolo entre a Câmara Municipal do Montijo e a Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores (FPAS), […]

Nacional

Rui Rio quer simplex na agricultura, entidade reguladora no setor agroalimentar e floresta mais resistente a incêndios

No jardim da sede do PSD, no Porto, Rui Rio desvendou, esta sexta-feira, as suas linhas de ação prioritária para um setor agroflorestal mais competitivo e sustentável para o pós-legislativas de outubro, […]