Feira Nacional de Agricultura

Feira Nacional de Agricultura

[Fonte: Voz do Campo]

Vinha e Vinho como tema para realçar um setor que tem crescido todos os anos em vendas para o exterior

A data da 56.ª Feira Nacional de Agricultura aproxima-se (8 a 16 de junho) e está tudo a postos para promover um setor de grande dinâmica – Vinha e Vinho.
De entre um programa bem recheado, realce para a Conferência Internacional – “Os desafios para os Agricultores e para a Agricultura no Futuro”, que decorre no dia 14 de junho e que contará com a presença de Phil Hogan, Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Que objetivos pretendem alcançar-se com a escolha do tema “Vinha e Vinho” para a 56.ª Feira Nacional de Agricultura?
A Feira Nacional de Agricultura é a grande montra do setor agrícola nacional. A temática deste ano tem como intuito realçar um setor que tem crescido todos os anos com vendas para o exterior superiores a 700 milhões de euros.
Apesar do vinho ter estado sempre presente todos os anos ao longo da história da Feira, este ano é uma edição especialmente vocacionada para o setor vitivinícola. Com isso esperamos atrair um consumidor mais específico, potenciar inclusivamente novos aderentes ao tema e dar uma projeção do setor com toda a tecnologia e inovação que o caracteriza.
A Feira também é uma oportunidade para educar o consumidor através de Cursos de Provas de Vinhos, Demonstrações de Cozinha ao Vivo e Degustações. Por outro lado, é uma forma do  consumidor conhecer os vinhos de diferentes regiões do país.

O que é que os visitantes podem esperar da edição deste ano?
O evento contará com uma grande exposição de maquinaria agrícola e equipamentos que será um espaço privilegiado de promoção e de demonstração das mais recentes tecnologias. A diversidade de expositores representando serviços, artigos comerciais, associações e cooperativas, artesanato ou a gastronomia permitirá cativar vários tipos de público.
A Feira Nacional de Agricultura é também a grande montra do mercado e representa o que de melhor se produz em Portugal contando com grande adesão dos principais operadores.
No Salão Prazer de Provar, destacam-se os produtos agroalimentares, equipamentos, acessórios ou serviços destinados a este mercado, representando o que de melhor se produz no nosso país, com realce para as áreas destinadas aos vencedores dos Concursos Nacionais e ao “Portugal Sou Eu”.
Todos os anos procuramos que a Feira tenha novidades para que o público tenha mais interesse em visitar o evento, por isso, este ano o recinto vai contar com novas acessibilidades para a zona dos espetáculos equestres e as tasquinhas vão ter uma nova decoração, entre outros detalhes.
Não podemos esquecer o papel fundamental da tradição ribatejana. Por isso, as atividades equestres e taurinas são áreas em que tem sido feito um esforço para que as provas, as demonstrações ou os vários espetáculos ligados a esta temática tenham mais qualidade, além de um recinto mais apropriado e que permite ao público mais interação e uma maior visibilidade.
Os visitantes da Feira Nacional de Agricultura também podem aproveitar o evento para momentos de descontração assistindo a momentos tradicionais como as largadas ou usufruindo de uma zona de diversão noturna que contará com vários bares e discoteca.

Quais serão as principais iniciativas ligadas ao tema que vão fazer parte do programa?
A “Vinha e o Vinho”, entre outros temas, estarão em destaque no ciclo de conferências e seminários “Conversas de Agricultura” que conta habitualmente com mais de 6.000 participantes e oradores internacionais.
Neste âmbito, é de realçar a Conferência Internacional – “Os desafios para os Agricultores e para a Agricultura no Futuro”, que decorre no dia 14 de junho e que contará com a presença de Phil Hogan, Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural.
A Feira Nacional de Agricultura tem uma componente bastante intensa de colóquios, onde são abordados temas específicos do setor. Muitos desses colóquios são inclusivamente da responsabilidade das organizações do setor em destaque, seja da área produtiva da vinha, seja da área do vinho.

Para ler na íntegra na Voz do Campo n.º 226 (maio 2019)

Comente este artigo

O artigo Feira Nacional de Agricultura foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Adubação foliar incrementa produtividade das pastagens brasileiras
Próximo A par da tradicional robustez e confiabilidade, Valtra entra em força nos segmentos profissionais

Artigos relacionados

Últimas

2ª Conferência “A Agricultura Num Mundo em Mudança”

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

A Confederação dos Agricultores de Portugal volta a organizar a Conferência “A Agricultura num Mundo em Mudança”, […]

Últimas

PAN quer mais apoios comunitários para agricultura tradicional

[Fonte: Rádio Renascença]
O cabeça de lista do PAN às europeias visitou este domingo o mercado de agricultura tradicional de Alvor, […]

Nacional

Governo espera concluir em Julho negociações para exportação de carne de suíno para a China

[Fonte: Público]
“O potencial do mercado chinês é tal que poderia absorver toda a produção nacional”, disse o presidente da Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores. […]