Feira de Produtos Locais e Noite Branca em Angra do Heroísmo

Feira de Produtos Locais e Noite Branca em Angra do Heroísmo

O Pátio da Alfândega, em Angra do Heroísmo, acolhe até domingo a Feira de Produtos Locais, promovida no âmbito do projeto Interreg Mac “City2020”, evento que inclui a Festa Branca de 2019.

O objetivo da iniciativa é mostrar alguns dos melhores produtos elaborados localmente, fazendo a ligação entre o centro urbano e as freguesias limítrofes do concelho de Angra do Heroísmo, promovendo as mais valias da visitação turística às localidades não incorporadas no centro histórico, com o intuito de contribuir para uma melhor distribuição dos benefícios do turismo por todo o território concelhio.

Artesanato e produtos locais, visitas guiadas, workshops, atuações musicais e artes circenses são, assim, algumas das atrações do programa da Feira.

De acordo com nota, do programa para amanhã, dia 20 de julho, destaque, pelas 10h15 da primeira visita guiada, envolvendo o Museu Casa dos Botes Baleeiros e, depois, a Lota de São Mateus. Às 15h00 parte, também do Pátio da Alfândega, o transporte para a visita ao projeto ”As Nossas Quintas”, para conhecer a iniciativa de agricultura biológica promovida pela Cáritas da ilha Terceia. Às 17h00 há um showcooking do Chef Paulo Lourenço, com o tema “A Nossa Carne”. Pelas 19h00 arranca o showcooking de Avelino Ormonde, sobre “O Poder das Folhas”, no Pátio da Alfândega e às 20h00 começa a animação circense “Cinza Street Show”, pelo Ticosi Circus Artist. A partir das 20h00 o Pátio da Alfândega e as ruas de São João e Direita acolhem a Festa Branca, com vários palcos nesses locais com animação musical e itinerante. Mais de 40 estabelecimentos comerciais estarão abertos, com horário alargado entre as 21h00 e as 24h00, a restauração apresenta menus especiais para o evento.

No dia 21 de julho a Feira abre novamente às 10h00. Às 14h00 parte do Pátio da Alfândega o transporte para a rota dos queijos, iniciando-se a visita às queijarias Vaquinha e Quinta dos Açores pelas 14h30. Às 18h00 há uma prova de queijos no Pátio da Alfândega. Às 20h00, no mesmo espaço, atua o agrupamento francês Los Pagayos, sendo o encerramento da Feira às 22h00.

A iniciativa resulta de uma parceria entre o Município de Angra do Heroísmo, a Câmara do Comércio de Angra do Heroísmo e o Centro Regional de Apoio ao Artesanato, no âmbito do Programa de Cooperação Interreg MAC 2014-2020 e financiada pelo FEDER.

Continue a ler este artigo no Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior Ministério da Agricultura disponibiliza mais 300 M€ em formações sobre Agricultura Familiar
Próximo Dezenas de abelhas encontradas mortas em Lisboa. Análises detetaram pesticidas proibidos

Artigos relacionados

Nacional

Prejuízos agrícolas causados por javalis estão a aumentar

O aumento descontrolado da população de javalis que se tem verificado nos últimos anos no nosso país, está a causar avultados e crescentes prejuízos no sector agrícola nacional. De acordo com um levantamento promovido pela ANPROMIS, […]

Últimas

Temperaturas em Agosto foram “superiores ao normal”

Aquele que é tradicionalmente o mês mais quente do ano em Portugal pode ter parecido mais frio do que o normal, […]

Últimas

Governo da Madeira estima que produção de uvas em 2020 atinja 4.200 toneladas

A produção de uvas no arquipélago da Madeira deverá atingir este ano as 4.200 toneladas, um valor superior ao do ano passado, que foi de 3.960 toneladas, indicou hoje a Secretária Regional da […]