Federação Agrícola dos Açores: Não existe antecipação de ajudas do posei aos agricultores

Federação Agrícola dos Açores: Não existe antecipação de ajudas do posei aos agricultores

[Fonte: Federação Agrícola dos Açores]

A Federação Agrícola dos Açores informa que não existem pagamentos antecipados de ajudas do Posei aos agricultores no âmbito das ajudas à vaca leiteira, vaca aleitante, culturas arvenses e produtores de ananás, conforme foi difundido pelo Governo Regional dos Açores, já que face aos anos anteriores, os pagamentos estão inclusive atrasados.

Assim, os pagamentos destas ajudas do Posei que deveriam ser feitos na sua totalidade no mês de dezembro, têm sido usualmente antecipados em parte, por decisão da União Europeia em dois meses, e tomando como referência a campanha de 2017/2018, as ajudas agora pagas, foram efetuadas em duas tranches, 70% em outubro de 2017 e o remanescente em dezembro do mesmo ano, exceto a ajuda às culturas arvenses, que foi de 100% em dezembro.

No que concerne à atual campanha de 2018/2019, o primeiro pagamento das ajudas à vaca leiteira, vaca aleitante e produtores de ananás de cerca de 70% registou-se em outubro de 2018, mas o segundo pagamento registado em dezembro de 2018 que deveria ter sido o último, foi de 20% e de 25% e o que se registou hoje, foi o remanescente da vaca leiteira e dos produtores de ananás, ficando o pagamento do restante da ajuda à vaca aleitante, ainda para o final de março.

No caso das culturas arvenses, o pagamento em dezembro foi de 90%, ficando ainda para o final de março o pagamento do remanescente.

Desta forma, o pagamento destas ajudas do Posei que eram usualmente pagas em duas tranches passou a ser feito em três, enquanto a ajuda às culturas arvenses passou de um pagamento para duas tranches, pelo que, a antecipação anunciada não é real e esta mensagem que é transmitida à população, vem desvirtuar a atividade do agricultor, que passa por um período difícil, já que o recebimento das ajudas da União Europeia pelos Agricultores Açorianos é legitima e transversal à dos seus colegas europeus e algumas sujeitas a redução.

Face ao exposto, a Federação Agrícola dos Açores que tem trabalhado com o Governo Regional dos Açores na elaboração do Posei, não pode concordar com esta comunicação feita que origina uma imagem negativa da atividade agrícola junto da opinião pública, sabendo até, que existem alguns pagamentos regionais aos agricultores que ainda estão por fazer.

Santana, 28 de fevereiro de 2019

A Direção

Comente este artigo
Anterior Centro de coinovação da Mercadona distinguido por ser uma das principais inovações de grande consumo em Espanha
Próximo Solo 914 mujeres menores de 25 recibieron ayudas directas de la PAC, frente a 3.270 hombres

Artigos relacionados

Dossiers

CNA: São muito altas e com efeitos perversos as áreas – por unidades de cultura – fixadas pelo Ministério da Agricultura para manter indivisas, nas heranças, as parcelas florestais.

[Fonte: CNA – Confederação Nacional da Agricultura]
Os graves problemas da Floresta Nacional não se resolvem com medidas administrativistas impostas pelo Ministério da Agricultura e que ignorem os direitos dos proprietários e produtores florestais como mais uma vez acontece, […]

Comunicados

A Maavim congratula-se pela aprovação da abertura dos apoios à Agricultura, votados hoje no Parlamento.

Esta era uma das “batalhas” que a Maavim, os seus colaboradores, associados e lesados levavam a cabo nos últimos meses, após a confusão verificada nas candidaturas aos apoios agrícolas. […]

Últimas

PDR2020 – plano previsional de abertura de candidaturas

O plano previsional de abertura de candidaturas, do PDR 2020, para o ano de 2017 foi atualizado, podendo ser consultado
→Descarregue aqui o calendário←

Comente este artigo
#wpdevar_comment_6 span,#wpdevar_comment_6 iframe{width:100% !important;} […]